Caso Daniel: Justiça nega habeas corpus para Allana Brittes

Redação

A 1ª Câmara do Tribunal de Justiça do Paraná negou um pedido de habeas corpus de Allana Brittes, filha do casal Cristina e Edison Brittes, assassino confesso do jogador Daniel Correa Freitas, em outubro do ano passado.

Allana está presa na Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP), onde também está Cristina. Elas estão entre os réus do processo relativo à morte de Daniel.

A jovem responde pelos crimes de coação de testemunhas e fraude processual. Allana foi denunciada pela promotoria por ter participado de encontros, junto com os pais dela, Edison e Cristiana Brittes, para supostamente combinar a versão dos fatos.

Allana foi quem convidou Daniel para a festa de aniversário que começou em uma casa noturna de Curitiba e seguiu na residência da família. A jovem também teria ligado para a família do jogador, dias depois da morte dele, se colocando à disposição para ajudar nas buscas por Daniel, mesmo sabendo do que tinha acontecido.


Daniel Freitas foi morto após uma festa na casa da família Brittes, em comemoração ao aniversário de Allana. O corpo do jogador foi encontrado na manhã seguinte, abandonado em uma mata, na região metropolitana, com sinais de espancamento e mutilação.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook