Caso Fernanda Quadros: polícia suspeita de feminicídio e prisão de ex-marido é decretada

Neste sábado (4), o caso Fernanda Quadros, morta em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, ganhou uma reviravol..

Mirian Villa - 04 de dezembro de 2021, 16:30

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Neste sábado (4), o caso Fernanda Quadros, morta em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, ganhou uma reviravolta. Até ontem, três dias depois do crime, a polícia acreditava que a professora havia sido vítima de um latrocínio, que é roubo seguido de morte.

Porém, a suspeita da família de que o ex-marido, Maicon Rosa, seria o mandante do crime ganhou força depois da PCPR (Polícia Civil do Paraná) encontrar um áudio do homem ameaçando a vítima de morte horas antes do assassinato.

"Eu não vou te perder. Se for preciso eu dou um tiro na tua cara e depois dou um tiro na minha. Eu não fico com ninguém e nem você fica (...) já falei, não vai ficar comigo, não vai ficar com ninguém", dizia o suspeito na mensagem de áudio. A polícia suspeita agora de feminicídio.

O atirador é Cassio Soares Ribeiro, foragido do sistema prisional. O advogado do ex-marido de Fernanda Quadros afirmou que seu cliente tentou prestar depoimento um dia depois do crime, que concedeu entrevista a uma rede de televisão paranaense. O mandado de prisão contra mandante e atirador foi expedido na noite de ontem. Ambos são considerados foragidos.

CASO FERNANDA QUADROS 

A professora foi morta na última quarta-feira, 1° de dezembro, quando chegava em casa, por volta das 19h, em Piraquara. Ela foi abordada por um homem, agora identificado como Cassio, que desferiu seis tiros a queima roupa. Em seguida, ele simulou um latrocínio, levando a bolsa de Fernanda Quadros, de 34 anos.

O tio da vítima, que era seu vizinho, saiu no portão assim que escutou os tiros e conseguiu ver Cassio, que ameaçou atirar contra ele também. O familiar repassou as características físicas do atirador para a polícia, que identificou o homem rapidamente.

Ainda na cena do crime, familiares apontaram para os investigadores que Maicon teria relação com o assassinato, já que o casamento do casal, que durou 13 anos, era conturbado. O ex-marido não queria aceitar o fim do relacionamento e as brigas entre os dois eram constantes.

Fernanda Quadros deixou duas filhas, uma delas menor de idade.