Sarampo: Paraná pretende sair do “surto” na próxima semana

William Bittar - CBN Curitiba

Vacina contra sarampo estará disponível no Paraná até 30 de outubro

O Paraná chegou a 80 dias sem novos diagnósticos de sarampo, segundo a Sesa (Secretaria Estadual de Saúde), que divulgou novo boletim epidemiológico nesta quinta-feira (9). Para encerrar a situação de surto da doença, são necessários 90 dias sem registro de novos casos.

O Paraná ficou 20 anos sem registro da doença até que, em agosto de 2019, o primeiro caso foi confirmado em um morador de Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba.

PARANÁ POSSUI 1.837 CONFIRMAÇÕES DE SARAMPO

O informe semanal apontou cinco casos a mais do que a semana passada, porém, a coordenação de Vigilância Epidemiológica explica que os diagnósticos são de casos de meses anteriores e foram analisados por outro método.

Com isso, o Paraná possui 1.837 confirmações de sarampo, além de 240 casos em investigação e 1.290 que tiveram resultado negativo.

A campanha de vacinação contra o sarampo, que tinha data de término em 30 de junho, teve o prazo estendido e segue até o dia 31 de agosto, dirigida a adultos na faixa etária de 20 a 49 anos.

Além da campanha nacional, a vacina também faz parte da rotina de vacinação de crianças, adolescentes e adultos, sendo aplicada em todas as unidades de saúde.

A primeira dose deve ser recebida pelos bebês aos 12 meses e a segunda aos 15 meses. Adolescentes e adultos até 29 anos precisam de duas doses, considerando o histórico vacinal.

Para os adultos de 30 e 59 anos, a indicação é para a avaliação vacinal e, caso a pessoa nunca tenha sido vacinada contra o sarampo, deve receber uma dose.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="707782" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]