Cemepar alerta para falta de medicamentos no Paraná em até três dias

Redação

Cemepar alerta para falta de medicamentos no Paraná em até três dias

O Cemepar (Centro de Medicamentos do Paraná) emitiu alerta nesta segunda-feira (15), que alguns medicamentos utilizados para pacientes internados com Covid-19 podem acabar em até três dias.

A Secretaria de Estado da Saúde reforçou o pedido ao Ministério da Saúde para a entrega de novos medicamentos, encaminhando ofício conjunto com os outros estados da Região Sul.

“A situação é muito crítica. Estamos monitorando desde o início da pandemia a utilização de 25 medicamentos. Mas chegamos num ponto em que as dificuldades são até de medicamentos para entubação. Os leitos estão cheios, estamos fazendo um grande esforço para ampliar um pouco mais os leitos de UTI”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A situação mais grave é dos bloqueadores neuromusculares – relaxantes utilizados para auxiliar pacientes que necessitam de ventilação mecânica, cujo estoque devem esgotar em até três dias.

Já os estoques de sedativos e analgésicos devem durar somente mais oito dias.

“A secretaria discute formas para aquisição imediata destes medicamentos diante da situação, que é considerada a mais crítica do período da pandemia. Faremos aquisição por meio de Ata de Registro de Preços do Ministério da Saúde e da Sesa; pregões eletrônicos; e novas tratativas junto aos laboratórios fabricantes”, finalizou o chefe de gabinete da Secretaria de Estado da Saúde, César Neves.

Atualmente o Paraná conta com 2.501 pacientes com Covid-19 internados em hospitais da rede pública ou privada, sendo 1.076 em leitos de UTI, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde.

LEIA MAIS: Curitiba amplia horário de funcionamento para supermercados e restaurantes

Previous ArticleNext Article