Chefe da regional do Instituto Água e Terra é morto a tiros em Amaporã

Redação

parque estadual de amaporã

Odair Galhado, chefe da regional do IAT (Instituto Água e Terra), em Paranavaí, no Noroeste do estado, foi morto a tiros no Parque Estadual de Amaporã, na manhã desta sexta-feira (28).

Segundo a Polícia Militar, Odair Galhado dirigia um carro do IAT e estava chegando à reserva do Parque de Amaporã para pegar três funcionários no momento que foi atingido pelos tiros.  Foram, pelo menos quatro disparos e nada foi roubado da vítima.

A PCPR (Polícia Civil do Paraná) investiga o caso.

Em nota o Instituto lamentou a morte do servidor

CONFIRA A NOTA DO INSTITUTO ÁGUA E TERRA 

O Instituto Água e Terra lamenta o ocorrido com o servidor Odair Galhardo, que ocupava a posição de chefe regional do Instituto em Paranavaí. No momento não temos mais detalhes da causa da morte. O caso está sendo investigado pela polícia.

Conforme a assessoria da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Galhado assumiu a chefia regional do instituto em  fevereiro de 2019 e tinha 51 anos.

PARQUE ESTADUAL DE AMAPORÃ

O Parque Estadual de Amaporã foi criado em 1956 como Reserva Florestal de Jurema e desenvolvia diversas atividades envolvendo o turismo ecológico e a produção de mudas para a recomposição florestal da região. A unidade de conservação tem 198 hectares e preserva um dos últimos remanescentes de Mata Atlântica. É uma opção de lazer de educação para a população local.

O parque possui um centro de visitantes, almoxarifado, estacionamento, área de lazer com mesas, quiosques e churrasqueiras, sanitários, bebedouro e campo para recreação de grupos de escolares.

Previous ArticleNext Article