Chuva afeta mais de 900 pessoas no Paraná, aponta Defesa Civil

As fortes chuvas que atingiram o Paraná, na noite deste domingo (28), afetaram 957 pessoas, de acordo com o balanço divu..

Francielly Azevedo - 28 de outubro de 2019, 10:59

Curitiba deve continuar sendo atingida por chuvas constantes, pelo menos, ao longo de toda a próxima semana. Com as chuvas, os cuidados ao volante devem ser redobrados pelos motoristas, alerta a Superintendência Municipal de Trânsito (Setran). Na imagem,veiculos na Av candido de Abreu, Centro civico .
Curitiba, 12/01/2018 - Foto: Daniel Castellano / SMCS
Curitiba deve continuar sendo atingida por chuvas constantes, pelo menos, ao longo de toda a próxima semana. Com as chuvas, os cuidados ao volante devem ser redobrados pelos motoristas, alerta a Superintendência Municipal de Trânsito (Setran). Na imagem,veiculos na Av candido de Abreu, Centro civico . Curitiba, 12/01/2018 - Foto: Daniel Castellano / SMCS

As fortes chuvas que atingiram o Paraná, na noite deste domingo (28), afetaram 957 pessoas, de acordo com o balanço divulgado pela Defesa Civil Estadual. O município que mais contabilizou estragos por causa do temporal foi Salto da Lontra, na região sudoeste, com 400 moradores afetados.

Foz do Iguaçu, com 240 pessoas afetadas, e Guarapuava, com 120, aparecem na sequência. O vendaval também causou estragos em União da Vitória, na região sul;  Francisco Beltrão, no sudoeste; Guaíra e Céu Azul e Foz do Iguaçu, no oeste; Araucária e Colombo, na região metropolitana de Curitiba; e na própria capital.

Em Curitiba, 50 pessoas foram afetadas com chuva. Foram registrados nove pontos de alamento e 29 quedas de árvores. Equipes da Prefeitura distribuíram lonas para os moradores. Vários bairros ficaram sem energia elétrica.

Conforme o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), as estações meteorológicas automáticas registraram valores elevados, acima dos 50 km/h,  da velocidade dos ventos no dia de ontem.

Os maiores volumes de chuva foram registrados em Guarapuava, 30,2 mm; Pinhão, 50,4 mm; Foz do Iguaçu, 57,8 mm; Francisco Beltrão, 47,6 mm; e Pato Branco, 30,2 mm. Na Capital já choveu 23,2 mm.

CHUVA CONTINUA

De acordo com o Simepar, a massa de ar que predomina sobre o Paraná está bastante aquecida e instável. As condições atmosféricas são favoráveis ao rápido desenvolvimento das nuvens assim, pancadas de chuvas, com trovoadas são previstas para todas as regiões paranaenses.

O radar meteorológico indica que uma linha de instabilidade avança sobre o sudoeste do Paraná causando chuvas fortes, com raios. Estas áreas chuvosas causam também rajadas fortes de ventos.