Chuvas afetaram 28 mil pessoas no Paraná

Mariana Ohde


Chega a 28.380 o número de pessoas afetadas pelas tempestades que prejudicaram 32 municípios do Paraná desde a tarde de terça-feira (12). As informações são do boletim da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil. Os temporais, com vendaval e granizo, deixaram 15 pessoas feridas, nove desabrigadas e 1.268 desalojadas. Foram danificadas 6.571 residências. As informações de danos e estragos seguem sendo levantadas.

Segundo o Simepar, o tempo permaneceu instável durante a quarta-feira nas regiões Oeste, Sudoeste, Campos Gerais, Curitiba e Região metropolitana e Litoral. “Houve incidência de ventos em algumas regiões, mas mais fracos que os verificados durante a madrugada”, explicou o meteorologista Samuel Braun. A previsão é de que a chuva continue na madrugada e durante toda esta quinta-feira, principalmente no Sul e Sudoeste.

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil está em permanente contato com os municípios para colher dados e definir as ações de apoio à população. Já foram distribuídas 260 bobinas de lona para proteção emergencial de residências nas regiões de Cascavel, Francisco Beltrão e São José dos Pinhais. “Novo lote de material segue na manhã desta quinta-feira para suprir as necessidades de regiões afetadas”, informou a tenente Cassandra Costa, da Defesa Civil. O Corpo de Bombeiros está atuando desde a tarde de terça-feira, em conjunto com as equipes de defesa civil dos municípios.

Municípios

Foram atingidos os municípios de Bela Vista da Caroba, Boa Vista da Aparecida, Capitão Leônidas Marques, Campo Magro, Carambeí, Cascavel, Colombo, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Guaraniaçu, Guarapuava, Imbituva, Lapa, Laranjeiras do Sul, Morretes, Nova Aurora, Pérola do Oeste, Ponta Grossa, Prudentópolis, Rio Branco do Ivaí, Salto do Lontra, Santa Helena, Santa Izabel do Oeste, Santa Maria do Oeste, São Jorge do Oeste, São José das Palmeiras, São José dos Pinhais, Telêmaco Borba, Toledo.

Frentes frias

O temporal alcançou diversas regiões do Paraná em momentos diferentes. Na porção leste do Estado, as chuvas fortes começaram por volta das 17h dessa terça e o pico de desligamentos ocorreu às 20h, quando 45 mil domicílios estavam sem luz. Às 23h, quando boa parte dos desligamentos dessa região havia sido restabelecida, outra frente afetava a região de Cascavel, que chegou a ter 50 mil domicílios sem energia. Na região oeste, o temporal causou a queda de uma torre de transmissão da linha que liga Cascavel a Toledo.

O temporal foi causado principalmente pelos fortes ventos, que chegaram a 80 km/h em algumas regiões, pelos raios, e pela chuva de granizo que atingiu a cidade de Salto do Lontra. As equipes da Copel conseguiram restabelecer a energia em grande parte das residências nas primeiras horas. Ao longo de quarta-feira, as equipes da Companhia trabalharam para restabelecer os casos mais complexos, em que houve queda de postes, torres e reconstruir parte da rede elétrica.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal