Chuvas afetaram mais de 25 mil pessoas no Paraná

Vinicius Cordeiro e Angelo Sfair

chuva_Paraná


Chega a 25.257 o número de pessoas afetadas pelas chuvas que atingem o Paraná desde a madrugada de quinta-feira (30). De acordo com o boletim mais recente da Defesa Civil, divulgado às 17h30, 4.848 casas foram danificadas pela água e pelo granizo. 203 pessoas ficaram desabrigadas ou desalojadas no estado.

Os dados coletados pela Defesa Civil apontam para danos em 34 municípios. Uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas.

Entre os problemas causados pelo temporal estão inundações, enxurradas, vendavais, quedas de granizo, deslizamentos e deslocamentos de rochas.

O caso mais grave foi registrado em Guarapuava, no Centro-Sul do estado. Um bebê de apenas oito meses acabou sendo vítima de uma enxurrada. A criança estava dormindo quando a parede do quarto, que servia como muro da residência, cedeu com a força da água. É a única morte registrada até agora.

DOAÇÕES

A Defesa Civil vai organização doações para auxiliar as pessoas afetadas pelos desastres desses dias. Seis cidades vão pedindo ajuda: Antonina, Curitiba, pela Provopar Estadual, Piraquara, Quatro Barras, Rio Branco do Sul, São José dos Pinhais.

PREVISÃO

De acordo com o Simepar, o estado segue em alerta para chuvas fortes até o sábado (1). O mês vai sendo atípico: foram 135 milímetros (mm) de chuva na capital desde o início do mês até a última quarta-feira (29), sendo que a média para maio é de 80 a 90 mm.

A previsão do Simepar é que o acumulado de instabilidade nesta sexta chegue aos 58,8 milímetros. “A previsão é de temporais na Região Metropolitana de Curitiba e na metade Sul do Paraná”, informa a meteorologista Ana Beatriz Porto.

ENERGIA EM CURITIBA

No total, foram afetadas alternadamente 90.449 unidades consumidoras de energia no Paraná. As regiões mais afetadas em Curitiba foram os bairros Portão, Fazendinha, Santa Quitéria, Novo Mundo, Bom Retiro, Cabral, Boa Vista, Hauer, Batel e centro.

Na região metropolitana, a situação é a seguinte: São José dos Pinhais: 329 unidades sem energia, Piraquara: 1.732 unidades sem energia, Quatro Barras: apenas cinco unidades consumidoras sem energia.

Previous ArticleNext Article