Cinco programas para aproveitar o verão em Curitiba

Vinicius Cordeiro


Apesar do verão ter começado nesta sexta-feira (21), o calor já toma conta de Curitiba e de boa parte do Paraná. Quem não foi para a praia ou quem está visitando a capital paranaense pode aproveitar o recesso para conhecer os diversos parques, jardins e praças, além da decoração de Natal que está espalhada pela cidade.

Confira cinco atrações de Curitiba no verão:

Trilhas e sol nos parques

Em Curitiba, o que não falta são parques. Barigui, Tingui, Bosque do Papa, Jardim Botânico, Passeio Público, Tanguá, Passaúna ou o Laga Azul são sempre muito procurados para as pessoas que querem fazer exercícios físicos, dar uma breve caminhada ou até mesmo fazer um piquenique com os amigos. Apesar de alguns serem bastante movimentados, também existem os espaços calmos, onde é possível aproveitar um encontro romântico ou fazer atividades mais relaxantes, como o ioga.

De quebra, ainda é possível se hidratar com as diversas barracas de água de coco e caldo de cana, bastante procuradas nessa época do ano.

Feiras gastronômicas e noturnas

Administradas pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab), várias feiras ficam ainda mais disputadas durante o verão por fecharem mais tarde (confira os horários no link das feiras noturnas  e gastronômicas). Quem for pode apreciar comidas típicas de diferentes lugares, como acarajé, bolinho de bacalhau, pierogi, empanadas chilenas, crepes franceses ou sushis.

De quinta a sábado, ocorrem as feiras gastronômicas do Cristo Rei, Capão Raso e Batel, respectivamente. Já as feiras noturnas, que também contam com uma banca de hortifrutigranjeiros e ocorrem de terça a sexta, somam nove pontos, como a de Santa Felicidade (terças), a do Bacacheri (quartas), a da Água Verde (quintas) e a disputadíssima da Praça Ucrânia, no Bigorrilho (sextas).

 

Cerveja artesanal 

Para quem gosta de cerveja, um programa imperdível é o CuritiBéra, roteiro cervejeiro da Grande Curitiba criado pelo Instituto Municipal de Turismo. Considerada a capital nacional da cerveja artesanal, Curitiba (e região) concentra a maior produção brasileira, com 33 cervejarias e cerca de 400 mil litros mensais.

Nos sábados, a fábrica da Bodebrown, no Hauer, é rodeada por foodtrucks e se tornou um excelente passeio para apreciar diferentes tipos de cerveja. Para se ter noção, a marca produz 36,7 mil litros por mês e 56 tipos de fermentados. Já no Boqueirão, é possível ir na Swamp Brewing, pequena cervejaria que funciona entre 12h e 19h. Por fim, a Gauden Bier, de Santa Felicidade, tem giro pela fábrica às sextas, às 16h, e aos sábados, às 10h. Custa R$ 15 por pessoa e inclui degustação, mas é necessário agendamento prévio.

Feirinha no Centro Histórico

O Centro Histórico reúne praças, largos, museus, galerias de arte, espaços culturais, igrejas e casarões muito bem preservados, além de bares e diversas opções gastronômicas. Os bares e casas noturnas das ruas Trajano Reis e São Francisco são programas bastante fortes, enquanto a Feira do Largo da Ordem, na Praça Garibaldi, é um programa obrigatório e a tradicional nas manhãs de domingo.

A Casa Romário Martins, o Memorial de Curitiba, o Solar do Rosário, o Solar do Barão (Museu da Gravura  e Gibiteca) e o Museu Paranaense são apenas alguns exemplos dos espaços culturais que se espalham – quadra a quadra – pela região.

Existem também templos de diferentes religiões que podem ser visitados, como a Igreja da Ordem (mais antiga da capital), a Igreja Presbiteriana Independente, a Igreja do Rosário, a Catedral Basílica Menor, a Mesquita Imam Ali Ibn Abi Talib e o Templo Hare Krishna.

 

Linha Turismo

Para quem é de fora, a Linha Turismo Curitiba cobre praticamente todos os cartões-postais da cidade. Com custo de R$ 45 por pessoa, o veículo passa a cada 30 minutos e percorre cerca de 45 quilômetros em duas horas e meia (tempo corrido sem descer nos pontos de parada).

Ao embarcar, a pessoa compra uma cartela com cinco tíquetes e tem direito a um embarque e quatro reembarques. Ainda existem explicações sobre o ponto turístico em português, espanhol e inglês, além de um mapa explicativo do roteiro.

São 25 pontos de parada: Praça Tiradentes, Rua da Flores, Rua 24 Horas, Museu Ferroviário, Teatro Paiol, Jardim Botânico, Mercado Municipal, Teatro Guaíra/Universidade Federal do Paraná, Paço da Liberdade, Passeio Público/Memorial Árabe, Centro Cívico, Museu Oscar Niemeyer, Bosque do Papa, Bosque Alemão, Universidade Livre do Meio Ambiente, Parque São Lourenço, Ópera de Arame, Parque Tanguá, Parque Tingui, Memorial Ucraniano, Portal Italiano, Santa Felicidade, Parque Barigui, Torre Panorâmica e Setor Histórico.

Previous ArticleNext Article