Assalto a banco termina com tiroteio e reféns em Carambeí

BandNews FM Curitiba

Os bandidos se depararam com um carro da PM na saída do banco.

Um assalto a um banco no centro de Carambeí, nos Campos Gerais, acabou com tiroteio e reféns levados pelos criminosos nesta quarta-feira (9). Ao sair da agência bancária, os assaltantes se depararam com um carro da Polícia Militar (PM) e houve troca de tiros.

Pelo menos cinco assaltantes teriam participado da ação e, na fuga, os criminosos fizeram dois vigilantes do banco de reféns. Os funcionários do banco foram liberados em Ponta Grossa.

Durante o tiroteio, alunos e professores do Colégio Estadual Julia Wanderley, que fica em frente ao banco, viveram momentos de terror. A biblioteca da escola foi atingida pelos tiros. O relato é de que alguns estudantes passaram mal e precisaram de atendimento médico.

Por causa do assalto, as aulas das turmas da tarde e da noite foram canceladas. De acordo com a Polícia Civil, ninguém ficou ferido.


O delegado que investiga o caso, Marcos Sebastião, conta que a ação dos bandidos assustou a pacata cidade de Carambeí. “Acabaram causando tumulto na escola, na igreja. É uma cidade pequena, os órgãos públicos ficam próximos. Então, foi um pânico geral”, disse. “Estamos empenhados na investigação, com apoio do Cope, da Polícia Militar de Ponta Grosa”, afirma.

Segundo ele, foram coletados vestígios importantes. Um veículo usado pelos assaltantes foi encontrado na região e, segundo o delegado, um segundo carro foi localizado em Ponta Grossa.

A Polícia Científica coletou também amostras de sangue no carro apreendido. Os exames podem ajudar a identificar algum suspeito, como espera o delegado. “Pelo histórico que temos, eles foram alvejados por um dos policiais militares que, corajosamente, enfrentaram essa situação”, disse. “Felizmente, não houve ninguém, nem da população, nem dos policiais, com ferimento. Mas, pelo que podemos observar, um dos elementos foi ferido”.

Testemunhas disseram à polícia que todos os assaltantes fugiram em um carro prata. Até agora ninguém foi preso.

Qualquer informação que possa levar aos assaltantes pode ser repassada à polícia pelo Disque Denúncia, pelo telefone 181.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook