Cidades do interior reduzem frota de ônibus por falta de combustível

Andreza Rossini


Municípios do interior do estado já anunciaram a redução da frota do transporte coletivo devido a falta de combustível causada pela greve dos caminhoneiros, que começou na última segunda-feira (21).

Com os caminhões parados nas rodovias, o combustível não chega até os postos das cidades. Em Curitiba, a prefeitura escoltou um caminhão carregado com óleo diesel da refinaria em Araucária até as empresas do transporte coletivo para garantir o funcionamento dos ônibus.

Os caminhoneiros protestam contra as consecutivas altas no valor do óleo diesel.

Ponta Grossa

Em Ponta Grossa, na Região dos Campos Gerais, foram retirados de linha os ônibus extras que circulavam nos horários de pico. No total, são 86 veículos fora de circulação. A medida foi adotada na tarde de ontem (23).  “Somente linhas mais distantes, como é o caso do Guaragi, Bocaina e Santa Tereza terão seus carros mantidos ao meio-dia. Já no período das 18 h, teremos as linhas Guaragi, Bocaína, Santa Tereza, Distrito Industrial, Vila Velha Jardim Vila Velha operando normalmente. As demais linhas terão os intermediários retirados para que possamos economizar combustível e manter o sistema operando”, afirmou o chefe de fiscalização viária, Luiz Lemes.

Maringá

A prefeitura de Maringá, no noroeste do estado, informou que o abastecimento nas bombas da Secretaria de Serviços Públicos serpa seletivo privilegiando apenas veículos envolvidos em serviços essenciais, como ambulâncias, ônibus e vans escolares, veículos do conselho tutelar e de abordagem à pessoas em situção de rua, coleta de lixo e viaturas da Guarda Municipal, além do transporte coletivo.

Os veículos extras do transporte do município também foram retirados de circulação. “Nenhuma linha e horário deixarão de ser atendidos”, afirma o secretário de Mobilidade Urbana, Gilberto Purpur.

Segundo a administração municipal, os estoques são suficientes para manter a cidade até o final de semana.

Londrina

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) de Londrina, no norte do Paraná, afirmou que deve realizar uma reunião nesta quinta-feira (24) para decidir as medidas adotadas no transporte coletivo.

Foz do Iguaçu

Os itinerários urbanos de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, também foram reduzidos de acordo com a prefeitura do município. Os ônibus vão circular apenas entre as 5h às 8h; das 11h às 13h e a partir das 17 horas, sem alterações no período noturno.

Paranaguá

A prefeitura de Paranaguá, no litoral do estado, suspendeu alguns veículos de coleta de lixo. “Por hora manteremos apenas a coleta de lixo doméstico. Estão suspensos o recolhimento de entulhos e recicláveis. Manteremos enquanto pudermos os serviços essenciais para a população como o ônibus escolar, segurança, e transporte de pacientes. Mas os demais veículos da prefeitura, de outras secretarias, permanecerão parados para que haja economia de combustível”, informa o prefeito.

Previous ArticleNext Article