Interior do Paraná sofre por desistência de profissionais no Mais Médicos

Ana Flavia Silva - BandNews FM Curitiba


 

60 vagas do programa Mais Médicos seguem abertas em 49 municípios do Paraná. Segundo o Ministério da Saúde, são vagas que foram preenchidas por médicos brasileiros, mas que desistiram da atuação.

O déficit atinge principalmente cidades do interior, mas há também vagas em cidades Londrina e Guarapuava – e até mesmo uma vaga na capital. A falta de profissionais acontece após o fim da cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), em novembro do ano passado, quando os médicos cubanos deixaram o país.

Em todo o Paraná, 458 vagas eram ocupadas por médicos cubanos. A cidade paranaense mais afetada foi Ponta Grossa, que perdeu 70% do quadro de médicos da atenção básica. Segundo a prefeitura, apenas duas vagas ainda estão abertas, mas já há novos profissionais em processo de contratação.

Até o início de abril, 1.052 profissionais com CRM no Brasil saíram do Programa. Em nota, o Ministério da Saúde afirma que as vagas dos desistentes poderão ser ofertadas em novas fases do provimento de profissionais ainda em análise pelo Ministério da Saúde.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="610185" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]