Cinco cidades do Paraná participam de pesquisa sobre veneno contra dengue

Jordana Martinez


BandNewsCuritiba

Cinco municípios paranaenses vão participar de uma pesquisa para verificar a eficácia do veneno contra o mosquito transmissor da dengue;  Paranavaí, no noroeste, Foz do Iguaçu, no oeste, Londrina e Maringá, ambas no norte, e Francisco Beltrão, no sudoeste. A iniciativa é coordenada pelo Ministério da Saúde, em parceria com a Fiocruz.

Apenas em Paranavaí foram colocadas cem armadilhas que são feitas em objetos simples, como um vaso de planta que não é furado, onde são colocados trezentos mililitros de água.

Os locais escolhidos são os que mais tem plantas e grama, para atrair os mosquitos. Em seguida, esses vasos são recolhidos para analisar se os ovos estão mortos.

De acordo com a chefe do Centro estadual de Vigilância Ambiental, Ivana Belmonte, as regiões foram escolhidas devido à alta incidência da doença.

 “O Ministério da Saúde faz um monitoramento sobre a resistência dos mosquitos contra os inseticidas usados nos programas de combate… a distribuição no Brasil é geográfica e também por locais de ocorrência. O próprio município vai colocar as armadilhas, em torno de novembro e dezembro, para coletar os ovos que serão remetidos para a Fiocruz, no Rio de Janeiro, para fazer testes com esses mosquitos que vão eclodir”, explicou.

A chefe reforça que a terceira fase da vacinação contra a dengue termina no dia 27 de outubro, em trinta cidades do Paraná. Ela afirma que a adesão ainda é muito baixa.

A vacina é de graça e podem se imunizar os moradores entre 15 e 27 anos dos municípios beneficiados, como Paranaguá e Foz do Iguaçu.
Previous ArticleNext Article
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.