Cine Teatro Plaza tem ‘visita técnica’; A prefeitura quer reabrir espaço

Com Metro Jornal MaringáA queles que passam pela Travessa Guilherme de Almeida e veem a fachada do Cine Teatro Pl..

Julie Gelenski - 26 de janeiro de 2017, 11:17

Com Metro Jornal Maringá

A queles que passam pela Travessa Guilherme de Almeida e veem a fachada do Cine Teatro Plaza, principalmente crianças de até 10 anos, dificilmente conseguem imaginar a magnitude que aquele teatro abandonado, pichado e sujo um dia já representou.

Pelo tablado, espetáculos de dança e o cênico teatral já foram encenados de maneira lúdica por diferentes artistas.

Na tela, filmes que hoje já podem receber até o status de clássicos foram projetados e fizeram a diversão de muitos até o final da década de 1990 e começo dos anos 2000.

Interditado desde 2006, o Cine Plaza, como era inicialmente chamado, foi fundado em 1972 e pertence ao município de Maringá desde 1990.

Sua última reforma aconteceu três anos antes de ser fechado, no ano de 2003.

Ainda no ano passado, durante as campanhas eleitorais, o Cine Teatro Plaza, foi bastante citado por Ulisses Maia como um dos pecados culturais deixados pela última gestão.

Enfático, o então candidato, e hoje prefeito, disse que trataria o Cine Teatro Plaza como uma das prioridades de seu governo, na pasta de Cultura.

Ontem, em ato simbólico, o secretário de Cultura, Rael Toffolo, e o vice-prefeito, Edson Scabora, abriram as portas do Cine Teatro Plaza e fizeram uma visita pela parte interna da edificação.

Antes de se dirigir ao interior do prédio, Scabora já destacava a importância histórica do teatro.

“O Cine Teatro Plaza era o point de Maringá, era um lugar de tradição. Então você chega aqui e vê isso, dá uma tristeza. A ideia é que essa região seja toda revitalizada. Além do Cine Teatro, avaliamos a construção de uma biblioteca”, pontuou.

Toffolo, por sua vez, ressaltou os empecilhos técnicos que foram pontuados pelo Corpo de Bombeiros em 2008 e que ainda hoje inviabilizam a reabertura do espaço, como a falta de sinalização de emergência e de sistema hidráulico para a prevenção de incêndios, além do piso de madeira.

“Já estamos fazendo levantamento técnico dos problemas e conversando com os engenheiros da prefeitura sobre quais as soluções a gente tem de médio e longo prazo”, disse. Músico, Toffolo avaliou como positiva a acústica do prédio, para diversos tipos de apresentação.

“Já toquei com orquestra e coro neste teatro. É a melhor acústica que a gente tem na cidade”, garantiu.

Apesar da visita, ainda não há data prevista para a reabertura do Cine Teatro Plaza.