Colégio Militar adia volta às aulas em Curitiba; retorno estava previsto na segunda

Vinicius Cordeiro

curitiba colégio militar

O Colégio Militar de Curitiba anunciou hoje (18) que adiou a volta às aulas presenciais. No início dessa semana, o colégio havia comunicado os professores e estudantes que as atividades iriam retornar na próxima segunda-feira (21).

Em nota assinada pela Depa (Diretoria de Educação Preparatória e Assistencial), do Ministério da Defesa, e do Exército Brasileiro, o Colégio de Curitiba ressaltou que a capital paranaense está enquadrada na bandeira laranja, que representa alerta de perigo contra a covid-19. “Queremos voltar e estamos fazendo conforme os protocolos sanitários”, diz o documento.

A reportagem apurou que o Colégio Militar havia determinado um rodízio pra os alunos. A ideia era que o Ensino Médio tivesse aulas nas segundas, quartas e sextas. Já o Ensino Fundamental teria aulas nas terças e quintas. Isso funcionaria para evitar possíveis aglomerações.

Estavam previstas também as medidas sanitárias recomendadas pelas autoridades, como o uso de máscara, distanciamento social, disponibilização de álcool gel e medição temperatura.

A ordem de volta às aulas era do Ministério da Defesa. Vale lembrar que o decreto do governo do Paraná, que suspendeu as aulas presenciais, abrange as escolas municipais, estaduais e particulares. Ou seja, a SEED (Secretaria da Educação e do Esporte) não tem o poder de decisão sobre os colégios militares.

LEIA A NOTA DIVULGADA PELO COLÉGIO MILITAR DE CURITIBA, MINISTÉRIO DA DEFESA E EXÉRCITO BRASILEIRO

Em função de nossa Capital estar enquadrada, atualmente, em situação de risco médio de contaminação pelo coronavírus, estando em vigência a bandeira laranja, bem como a constante preocupação em preservar a saúde de nossos integrantes, foi determinado o adiamento do retorno às aulas presenciais, previsto inicialmente para 21 de setembro de 2020.

O Colégio Militar de Curitiba, desde a suspensão das aulas presenciais em março, iniciou os preparativos para o retorno seguro dos seus alunos. Foram realizadas aquisições de
equipamentos e materiais, certificações de equipes de descontaminação, adequação de instalações físicas, dentre outras medidas, tudo para atender rigorosamente aos protocolos de segurança sanitária estabelecidos pelas autoridades municipais e estaduais.

O CMC mantém a convicção de que se encontra apto para o retorno seguro, no entanto, aguardaremos a melhoria da situação de risco do município, em coordenação com as autoridades estaduais e municipais para receber, o quanto antes, o bem mais importante, representado pelos
nossos queridos alunos.

“QUEREMOS VOLTAR E ESTAMOS FAZENDO CONFORME OS PROTOCOLOS SANITÁRIOS”

Previous ArticleNext Article