Com apoio da prefeitura, organização “TETO” vai construir 18 casas na Caximba

Andreza Rossini e Assessoria


Você deve conhecer a cantiga “era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada”. E é exatamente assim que as casas de diversos moradores da Caximba, uma das comunidades mais carentes de Curitiba, estão. A organização internacional “TETO” começa a construir, neste final de semana, 18 casas na Caximba, uma das comunidades mais carentes de Curitiba.

Os terrenos foram disponibilizados pela terrenos disponibilizados pela Associação dos Moradores e Órgãos Públicos. A Prefeitura de Curitiba, a COHAB e a Administração da Regional Tatuquara serão responsáveis por toda logística de materiais e voluntários.

Para chegar aos beneficiados, o TETO iniciou o processo de seleção há, aproximadamente, 3 meses. Foram executadas diversas etapas, que vão de entrevistas com os interessados até a análise dos terrenos que irão receber as moradias. “São meses de estudos para chegarmos até as famílias que serão beneficiadas em cada construção do TETO. Procuramos entender muito bem a vulnerabilidade das famílias e de suas moradias. Ao fim, as famílias em maior situação de vulnerabilidade, segundo os critérios da organização, são validadas com as lideranças comunitárias locais e, então, as famílias contempladas pelo projeto são anunciadas. É fundamental o engajamento total dos moradores nas reuniões de planejamento da construção e, inclusive, nos dias da construção, justamente para garantir o empoderamento deles sobre a realização dos próprios sonhos”, completa Lucas Kogut, Gestor de Sede do TETO Brasil no Paraná.

Há anos os processos para regulamentação de terrenos mobilizam moradores e órgãos públicos.

“A Prefeitura nos chamou para uma reunião com o intuito de apresentar o projeto que está sendo realizado na Caximba. Uma das etapas do projeto consiste em reassentar as famílias que estão em situação de risco na beira-rio da comunidade e realocá-las internamente, em terrenos que estão sendo definidos pela Associação dos Moradores e COHAB. A parceria está se dando por meio de colaboração conjunta na operacionalização da construção”, detalha Kogut.

A organização

O TETO é conhecido na América Latina por atuar em prol da superação de pobreza nas comunidades mais vulneráveis e invisíveis por meio de programas sociais que geram soluções concretas de melhorias de infraestrutura e moradia. Presente em 19 países da América Latina e Caribe, a organização atua há mais de 10 anos no Brasil pelo direito das pessoas que vivem nas favelas mais precárias e invisíveis, engajando os moradores e as moradoras das comunidades e mobilizando jovens voluntários e voluntárias para trabalharem juntos na construção de uma sociedade mais justa e sem pobreza.

Em atividade no Paraná desde 2014, a organização já trabalhou em 16 comunidades em Curitiba e Região Metropolitana, Castro e Paranaguá, sendo seis delas com acompanhamento semanal em campo. Ao longo de sua trajetória no estado, o TETO já mobilizou mais de 7000 voluntários, construção de 288 moradias de emergência, divulgação dos trabalhos do TETO nas principais ruas de Curitiba, aplicação de mais de 2400 enquetes de caracterização socioeconômicas, visita a mais de 300 comunidades e realização de 20 projetos comunitários.

Previous ArticleNext Article