Com falta de carga horária para professores, UEL e Unicentro têm início letivo suspenso

Jordana Martinez

Vestibular 2021 UEL abre período de pedidos de isenção nesta segunda-feira

Vanessa Fernandes/ CBNCuritiba

O ano letivo da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), deveria começar hoje, no entanto as aulas estão suspensas.

Somente na UEL, mais de 12 mil estudantes de 54 cursos de graduação eram esperados. Frustração para os 2.482 aprovados no vestibular deste ano. Os estudantes da UEL foram avisados da paralisação através de comunicado.

Já a Unicentro informou aos alunos sobre a suspensão das aulas através de um vídeo do reitor na página oficial da universidade na internet.

No aviso o reitor da Unicentro Aldo Nelson Bona, lamenta a não autorização de carga horária para contratação de professores.

Segundo os comunicados das instituições, o motivo da suspensão das aulas seria um decreto, no qual o Governo do Estado não teria autorizado a carga horária necessária para a contratação de professores temporários, o que impossibilita atender a maioria dos departamentos das universidades.

Na UEL o déficit seria de 255 docentes, sendo que 87 aguardam nomeação e 168 vagas aguardam autorização para concurso, desde agosto de 2014. Já a Unicentro necessita de cerca de 3.260 horas para atividades dos professores temporários.

Em Londrina uma reunião com o Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão está marcada para a tarde desta segunda-feira (19), para decidir sobre a continuidade da paralisação. Outra reunião também está marcada aqui em Curitiba amanhã (20), entre os reitores de todas as universidades públicas paranaenses, para buscar estratégias de negociação.

A Unespar (Universidade Estadual do Paraná) aguarda a decisão do Conselho de Pesquisa e Extensão para suspensão do calendário a partir do dia 26 de março.

Segundo a assessoria de comunicação do Governo do Estado, as reitorias das universidades têm autonomia para decidir sobre o início do ano letivo. Afirma também que o Decreto 9.026, de 16 de março de 2018 prevê a liberação de 2.304 horas aula para a UEL, o que possibilitaria o início do ano letivo e não inviabiliza que novas negociações possam ser feitas durante o ano. Ainda segundo a assessoria, ao todo foram liberadas 36 mil horas para as sete universidades estaduais, sendo que cada uma foi contemplada de acordo com o número de professores que têm gratificação e portanto aptos a assumirem as aulas.

 

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="511106" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]