Construção da trincheira na Mario Tourinho deve começar em setembro

Brunno Brugnolo - Metro Curitiba


Planejada há mais de uma década, a trincheira da Rua Mário Tourinho com a Avenida Nossa Senhora Aparecida, no Seminário, está muito próxima de sair do papel. Licitada no mês passado por R$ 12,4 milhões ao consórcio da TCE Engenharia com a Construtora Triunfo, a obra será apresentada à população na próxima segunda-feira (27), em reunião pública às 19h no salão da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, local a cerca de 1 km de onde será a obra.

> Construtoras investigadas na Lava Jato vencem licitação milionária em Curitiba

Prevista para começar ainda neste mês de agosto, de acordo anúncio do prefeito Rafael Greca (PMN) na redes sociais, o início da obra teve um pequeno atraso e está marcado para o próximo dia 10, a segunda-feira pós-feriado da Independência, segundo apurou o Metro Jornal.

> Obras na rua Mário Tourinho serão apresentadas aos moradores

O vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, Eduardo Pimentel (PSDB), não confirmou a data, pois a prefeitura ainda estaria terminando de definir junto ao consórcio as frentes da obra e as operações de trânsito necessárias. “Na
segunda técnicos do Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba), da Secretaria de Obras
e da Setran vão explicar aos moradores e comerciantes do entorno como irá funcionar. A obra deve durar entre 12 e 15 meses”, declarou. Ou seja, ficaria pronta no fim do ano que vem.

A obra

Segundo a prefeitura, a trincheira deve melhorar tanto a ligação da região central com o Campo Comprido, no sentido leste-oeste, quanto da região do Portão com a BR-277, no itinerário norte–sul, garantindo melhorias
de oito linhas do transporte coletivo, como a Linha Direta Inter 2 (ligeirinho) e Interbairros II, que juntas transportam 150 mil passageiros por dia.

A passagem da Mário Tourinho será sob a Av. Nossa Senhora Aparecida, numa extensão de aproximadamente 690m. As obras previstas incluem pavimentação, drenagem, sinalização, iluminação, remanejamento de rede elétrica e paisagismo.

Histórico

A trincheira era prevista ainda em 2008 dentro do programa Pró-Cidades financiado pelo BID (Banco  Interamericano de Desenvolvimento), mas não se concretizou. Um ano antes, a partir do quarteirão adiante, a Mário Tourinho havia se tornado um binário até a BR-277.

A ideia retornou com força à pauta da prefeitura em 2014, como parte do Projeto Inter 2 – visando melhorar os
pontos de maior lentidão no itinerário da linha. Contudo, quando o projeto estava pronto para ser licitado, o Governo Federal (o financiador desta vez) cortou o orçamento do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) devido à crise e ele voltou à gaveta.

Passado o pior momento, os recursos do PAC foram “salvos” no ano passado e o projeto foi aprovado pela Caixa
Econômica Federal.

Rotatória da Fonte está incluída no projeto, mas aguarda recursos

Apontada por quem passa pela região com um dos principais gargalos da via, a rotatória da Fonte de Jerusalém,
também chamada de “Fonte dos Anjos”, a um quarteirão de onde será feita a trincheira, também deve receber
obras, mas ainda não tem previsão.

O local que faz o entroncamento das avenidas Presidente Arthur Bernardes, Sete de Setembro e Silva Jardim com
as ruas General Mário Tourinho, São Leopoldo e Dr. Edmir Silveira D’Ávil, está no principal eixo de deslocamento,
o norte-sul, por onde passam 3.684 veículos na hora pico ou aproximadamente 41 mil veículos por dia, segundo
estimativa da prefeitura – quase o triplo do leste-oeste.

Segundo o Ippuc, o aumento da capacidade da rotatória da Fonte de Jerusalém está incluído no projeto de
ampliação da capacidade da Linha Direta Inter 2, cujos recursos (a fundo perdido) para a contratação dos projetos estão sendo viabilizados dentro do PAC Mobilidade em andamento pelo Ministério das Cidades.

“Em paralelo à viabilização dos recursos, o Ippuc fez estudos para a rotatória que apontam que o aumento do número de faixas de circulação ampliará o nível de serviço de capacidade viária no local em ambos os sentidos”, diz nota.

Lava Jato do MPF denuncia 18 por lavagem de R$ 91 milhões para o grupo Triunfo
Nova fase da Lava Jato investiga desvios na concessão de pedágios do Paraná

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="547716" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]