Governo anuncia construção de três novas delegacias na Grande Curitiba

Francielly Azevedo e Fernando Garcel


Três novas delegacias devem ser construídas em Curitiba e região metropolitana nos próximos meses. As unidades serão em Colombo e Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, e na Capital. Duas delas serão quatro vezes maior que as unidades atuais. Ao todo, serão investidos mais R$ 13,2 milhões para a Polícia Civil.

Serão construídas uma nova Delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, e uma nova unidade para a Delegacia de Araucária, além de um novo prédio para sediar a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Curitiba. Todas as propostas concorrentes à licitação deverão ser entregues até julho deste ano, de acordo com o edital.

“Estamos trabalhando intensamente para atender melhor a população, oferecendo estruturas físicas com espaços diferenciados e específicos”, disse o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares. Além disso, diz o secretário, uma nova unidade pode proporcionar ainda mais motivação aos profissionais de segurança pública.

As construções, que serão custeadas com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e terão o padrão II de delegacia (1.290,35 m²). Cada delegacia custará pouco mais de R$ 4 milhões e permitirá fornecer um melhor atendimento à população paranaense, separando pessoas em vulnerabilidade, como crianças, idosos e mulheres, do público geral.

A futura Delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, ficará na Avenida Colombo s/nº, e substituirá a delegacia que funciona atualmente no mesmo bairro, mas em prédio alugado.

Já a Delegacia de Araucária funciona em sede própria, mas vai começar a funcionar em um novo prédio, que será construído na Rua Santa Catarina, 580. As novas unidades contarão com estrutura física quatro vezes maior do que as atuais.

De acordo com a Polícia Civil, um dos benefícios à população é a economia de cerca de R$ 9,9 mil mensais com aluguel para o funcionamento da atual delegacia do Alto Maracanã. O prédio é alugado desde 2014, quando o anterior foi demolido para ceder espaço ao terminal rodoviário.

Dentre as obras também está a construção da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, que atualmente funciona na Avenida Sete de Setembro, no Centro de Curitiba. A nova unidade será construída na Rua Paulo Turkiewicz, 145, no bairro Tarumã, próximo à atual unidade da Polícia Científica do Paraná.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.