Consultório ambulante atende gestantes em situação de rua

Juliana Goss - BandNews FM Curitiba


26 gestantes que vivem em situação de rua foram acompanhadas pela unidade móvel de saúde que circula por Curitiba somente no primeiro semestre deste ano. O número é mais que o dobro do total de atendidas durante o mesmo período do ano passado.

O Consultório na Rua realiza desde julho do ano passado o teste rápido Beta BCG para identificar a gravidez. Caso o resultado seja positivo, os profissionais realizam o pré-natal adequado e o tratamento precoce de condições que podem afetar a gestação da mulher em situação de rua.

A secretária Municipal de Saúde, Márcia Huçulak, explica que as gestantes atendidas pelo programa têm prioridade em consultas, exames e procedimentos, com adaptações de horários que permitam à equipe do Consultório na Rua realizar o acompanhamento – até no momento do parto, se for necessário. “Nós sabemos que muitas dessas moradoras de ruas que estão gestante não procuram um atendimento de saúde, por vários motivos. Então esse trabalho ajuda a monitorar e acompanhar essas mulheres”, explicou.

A intenção é garantir a completa adesão da mulher ao pré-natal e auxiliar na redução dos números da mortalidade infantil. A taxa em Curitiba registrou queda de 8,7 óbitos a cada mil nascidos vivos, em 2016, para 8,3, em 2017, uma redução de 4,6%.

O atendimento também busca conscientizar a futura mãe sobre os riscos de viver nas ruas, incentivando a mudança de hábitos e novas escolhas. “Nós temos um trabalho que, além do pré-natal, nós fazemos todo um trabalho de vida, higiene e planejamento reprodutivo. Nós estamos trabalhando com aconselhamento, com anticoncepcional intradérmico, se elas quiserem, para permitir programar melhor a vida delas”, destacou.

Até agosto deste ano, o Consultório na Rua de Curitiba aumentou em 66% o número de atendimentos prestados. Foram 22 mil e 200 no total. O projeto da Prefeitura atua com quatro equipes multiprofissionais, compostas por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, psicólogo, assistente social, cirurgião dentista e técnico em saúde bucal.

Além do trailer, que possui agenda fixa em pontos estratégicos, duas ambulâncias dão suporte para o deslocamento das equipes.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="564472" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]