PRF confirma sua maior apreensão de dinheiro vivo da história

Narley Resende


A contagens das cédulas de dólar e real apreendidas com um caminhoneiro na rodovia Regis Bitencourt, em Campina Grande do Sul, Região Metropolitana de Curitiba, levou seis horas para ser concluída na tarde desta sexta-feira (3). Os pacotes continham R$ 12,1 milhões.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que esta é a maior quantia em dinheiro vivo já apreendida por policiais da instituição em todo o Brasil.

De acordo com a Polícia Federal (PF), havia o montante de R$ 8.154.480,00 e US$ 1.200.000,00. Com o dólar convertido pela cotação final desta sexta-feira do dólar (R$ 3, 307), o montante apreendido em moeda norte-americana equivale a R$ 3.968.400,00. Somado à quantia em real, o valor total é de R$ 12.122.880,00.

O caminhoneiro,  de 55 anos de idade, foi preso pela PRF na noite de quinta-feira (2), durante uma abordagem de rotina feita por agentes da PRF na BR-116. O caminhão foi abordado por volta das 22h na região da Unidade Operacional Taquarí.

Na vistoria no caminhão baú, os policiais encontraram as cédulas divididas em reais e dólares, em pacotes com valores escritos, escondidas com a carga de alface, alho e outros vegetais.

O caminhoneiro disse aos policiais que não sabia que o dinheiro estava na carga. Segundo a PRF, o veículo seguia de São Paulo para Foz do Iguaçu, no Oeste do Estado. A Polícia Federal investiga a origem do dinheiro.

As cédulas foram encaminhadas com escolta no fim da manhã desta sexta-feira (3) à sede da Justiça Federal em Curitiba, onde foram contabilizadas.

[insertmedia id=”Rv53Tg0QlQo”]

Previous ArticleNext Article