Contrabando: polícia rodoviária apreende R$ 4,5 milhões em cigarros no Paraná

Redação

Foram duas apreensões ma manhã desta segunda-feira no estado, com 900 mil maços
Contrabando de cigarros apreendido no Paraná

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu em duas ocorrências 900 mil  maços de cigarros nesta segunda-feira no Paraná.  Fruto de contrabando, os cigarros estavam sendo trazidos do Paraguai e foram localizados em cargas na região oeste do estado. As informações foram divulgadas pela PRF.

A primeira apreensão foi por volta 2h da madrugada, em Francisco Alves. Os agente da PRFabordaram um motorista de um bitrem e mais duas pessoas (uma delas um adolescente de 16 anos) que o acompanhavam. Na vistoria, os policiais encontraram nos compartimentos de carga cerca de 500 mil maços de cigarros. Na cabine do caminhão, havia diversas placas de identificação, que eram usadas para despistar a fiscalização no trajeto.

O casal (ele de 50 e ela de 33 anos) foi detido. O adolescente, apreendido. Eles foram levados para a sede  da Polícia Civil em Iporã para o registro da ocorrência dos crimes de contrabando, associação criminosa e corrupção de menores. O adolescente foi apreendido por ato infracional análogo à contrabando e associação criminosa. O caminhão e os cigarros foram depositados na Receita Federal.

Mais contrabando e perseguição em Palotina

Por volta das 6 horas, outra equipe de PRFs abordou um motorista de caminhão em Palotina, na região oeste do Paraná.  Os policiais encontraram cerca de 400 mil maços de cigarros contrabandeados. O próprio  motorista, ao ser abordado, confessou o transporte. Ele foi detido e encaminhado para a Polícia Federal, com os cigarros e o caminhão. Na cabine deste caminhão também havia diversos jogos de placas que seriam usadas para ir trocando na viagem.

Neste loal, duas horas depois, os policiais rodoviários federais observaram a chegada de dois carros. Ao ordenarem suas paradas, ambos fugiram. Na perseguição, um dos motoristas freou o carro bruscamente, fazendo com que a viatura colidisse em sua traseira. Assim, permitiu  que o segundo carro se livrasse do acompanhamento, mas  ele acabou detido.

O primeiro motorista, de 25 anos, responderá pelos crimes de contrabando, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e associação criminosa. O segundo, de 28, responderá pelos crimes de contrabando, desobediência, dano qualificado em bem da União e associação criminosa.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="775075" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]