Copel intensifica força-tarefa após chuvarada em Maringá

Apenas em Maringá, a Copel contabilizou 76 postes caídos após as fortes chuvas do final de semana, além de árvores e galhos sobre a fiação.

Redação - 25 de abril de 2022, 08:34

Foto: Copel
Foto: Copel

A Copel intensificou a força-tarefa em Maringá, no Norte do estado, para restabelecer o fornecimento de energia após o temporal registrado no fim de semana.

Além de Maringá, diversas cidades da região Noroeste também ficaram sem luz após a chuvarada do último sábado (23). Conforme a companhia, no auge das chuvas 473 mil domicílios chegaram a ficar sem energia no estado. Segundo a última atualização, 14 mil unidades consumidoras permaneciam sem luz.

Este já é considerado um dos piores eventos climáticos na região Noroeste, com rajadas de vento que chegaram a 91,8 km/h, de acordo com o Simepar. E é o mais severo da história da Copel em Maringá, onde até agora já foram contabilizados 72 postes quebrados.

Entre os trabalhos previstos para esta segunda-feira (25), está a troca de 10 postes danificados, de uma vez, em um só trecho na Av. Morangueira com a Rua Antônio Bernardes, no Jardim Alvorada III. Outra situação de grande complexidade foi a quebra de cinco estruturas na Avenida 19 de Dezembro, na Zona 6.

Equipes de outras localidades estarão no município para auxiliar nas manutenções em centenas de pontos onde há muitas árvores caídas, além de galhos sobre a fiação e cabos rompidos.

Em toda a região Noroeste, ao menos 166 postes quebraram com os ventos fortes e a queda de árvores sobre as redes elétricas. Ao longo da tarde deste domingo (24) foi possível normalizar o fornecimento ao município de Mirador, que chegou a ter o serviço completamente interrompido devido à quebra de postes pelo temporal.

O evento climático trouxe danos severos para as redes de energia em toda a região. Há ocorrências ainda para atendimento em cidades como Floraí, Jardim Olinda, Esperança Nova e Doutor Camargo. Também houve queda de energia em Paranavaí e em Cianorte.