Copel é condenada a pagar R$ 10 mil a cliente que teve luz cortada por dívida de R$ 3

Redação

Copel é condenada a pagar R$ 10 mil a cliente que teve luz cortada por dívida de R$ 3

A Copel (Companhia Paranaense de Energia) foi condenada pela 2ª Vara da Fazenda Pública de Maringá a pagar R$ 10 mil a uma cliente do município, após cortar a energia elétrica da consumidora por uma dívida de R$ 3.

A decisão da 2ª Vara da Fazenda Pública de Maringá foi proferida pelo juiz Marcelo Ferreira dos Santos nesta quarta-feira (28).

O processo da ação por danos morais aponta que a consumidora se mudou para um apartamento entre o final de 2018 e início de 2019 e ela descobriu que haviam duas contas de luz pendentes.

Ambas elas foram quitadas pela consumidora, mas mesmo assim a Copel cortou a energia elétrica da residência por uma semana, com a justificativa da pendência no valor de R$ 3,03.

Além disso, a Copel não notificou a cliente antes de realizar o corte de energia, causando segundo a consumidora, diversos transtornos durante a semana sem luz.

Em nota, a Copel apontou que os técnicos foram até a residência dentro do prazo previsto, mas não encontraram ninguém no local. A empresa ainda informou que irá recorrer da decisão.

LEIA MAIS: Ponta Grossa retira restrição de horário para comércios e shoppings

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="760882" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]