Paraná tem novo caso de coronavírus sob suspeita na Região Metropolitana de Curitiba

Vinicius Cordeiro

curitiba coronavirus paraná caso suspeito

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) confirmou que um novo caso suspeito de coronavírus está sendo investigado no Paraná. Uma idosa de 66 anos está internada no Hospital do Rocio, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. Com isso, essa é a segunda suspeita da doença no estado – uma mulher de 29 anos também é uma possível paciente em Ponta Grossa.

Conforme as informações disponibilizadas no boletim divulgado às 12h30 desta quinta-feira (27), a idosa retornou da Itália nos últimos dias. O Lacen-PR já está com o material coletado para a realização de exames, que devem ter os resultados até o final de semana.

Caso não confirme a suspeita de coronavírus, o material será encaminhado para a Fiocruz, para avaliação laboratorial para coronavírus.

Vale lembrar que o primeiro caso confirmado no Brasil foi em São Paulo, na última terça-feira (25).

CASOS SUSPEITOS DE CORONAVÍRUS NO PARANÁ

Três casos investigados em janeiro foram descartados no Paraná. Contudo, a diferença entre as ocorrências está na origem: as três pessoas anteriores haviam estado na China. Agora, as duas mulheres são suspeitas da doença após viajar à Itália.

Inclusive, os italianos têm a pior situação do coronavírus na Europa. São 14 mortes e 528 casos registrados. A maior parte deles (305 casos) está localizado na Lombardia, região no norte da Itália que abriga Milão. Já Veneto, região onde fica Veneza, tem 98 casos. Diversas cidades estão fechando escolas, teatros no combate da proliferação da doença.

O QUE É CORONAVÍRUS E QUAIS OS SINTOMAS

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto no dia 31 de dezembro de 2019 após casos registrados na China.

Os principais sintomas são: febre, tosse e dificuldade para respirar. Ou seja, a doença é semelhante a um resfriado. Contudo, o vírus pode gerar doenças respiratórias mais graves como pneumonia, SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e MERS (Síndrome Respiratória do Oriente Médio).

PREVENÇÃO

O COE (Centro de Operações em Emergências) elencou medidas de prevenção ao coronavírus, similares para outras doenças como a Influenza. As principais medidas são:

  • evitar contato próximo com pessoas com infecções respiratórias agudas;
  • lavar frequentemente as mãos, especialmente após o contato direto com pessoas doentes e antes de se alimentar;
  • usar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca ao espirrar e tossir;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres pratos, copos ou garrafas;
Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="685679" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]