Paraná esclarece boato sobre caso de coronavírus no Porto de Paranaguá

Redação

portos, paraná, porto de paranaguá, porto de antonina, paranaguá, antonina, recorde, movimentação, exportação, 2019, coronavírus

O governo do Paraná esclareceu, nesta segunda-feira (27), o boato que o estado está com um caso de coronavírus, doença que já matou 81 pessoas na China, no Porto de Paranaguá. A especulação, que tomou conta das redes sociais ontem (26), foi explicada pela administração da Portos do Paraná, submetida à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística.

O caso não foi totalmente descartado, mas um tripulante do navio apresentou febre – apenas um dos sintomas da doença causada pelo vírus. Já que a variação de temperatura corporal pode ser relacionada à diversos fatores, equipes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e da Secretaria de Estado de Saúde farão coleta de materiais para exames mais detalhados na tarde de hoje.

A nota divulgada ainda declara que o homem faz parte da tripulação do navio Great Praise, atracado no Porto de Paranaguá. Por precaução, o capitão do navio informou a situação à autoridade portuária e ao posto da Anvisa.

Além disso, a administração dos Portos do Paraná assegura que adotou os procedimentos preventivos alinhados à definição da OMS (Organização Mundial da Saúde), tendo “critérios clínicos e epidemiológicos bem determinados para reconhecimento dos casos”.

Por fim, ainda foi informado que o navio tem bandeira de Hong Kong, mas não passou pela China antes de chegar ao Brasil. A embarcação, que transporta 33 mil toneladas de fertilizantes ao Paraná, saiu do porto de Jorf Lastar, no Marrocos, e fez escalas em Istambul, na Turquia, e Kavkaz, na Rússia.

A previsão é que o navio siga em direção ao porto de São Francisco do Sul, em Santa Catarina, nesta terça-feira (27).

O QUE É CORONAVÍRUS? 

A infecção causada pelo coronavírus está com centenas de casos confirmados no mundo, principalmente na China. Os registros começaram em dezembro de 2019, mas agora a doença atinge quatro continentes. Países como Estados Unidos, Canadá, Austrália, Coreia do Sul, Tailândia, Japão e Vitnã são países que sofrem com o coronavírus.

No Brasil, o Ministério da Saúde colocou o país em alerta para o risco de transmissão do coronavírus, mesmo sem nenhum caso suspeito. Inclusive, o Paraná já adotou medidas de prevenção.

O vírus pode ser transmitido, em humanos, por gotículas respiratórias – tosses e espirros – e objetos contaminados. O vírus ainda pode se disseminar pelo ar, afetando pessoas com imunidade debilitada. Ainda não há medicação para o vírus.

Além disso, o coronavírus tem período de incubação entre dois e sete dias, podendo chegar a 14 em alguns casos. Os sintomas parecem uma gripe, ou resfriado comum, como tosse, febre e dificuldade para respirar. Nos casos mais graves, a doença pode evoluir para pneumonia ou síndrome respiratória aguda grave.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="680896" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]