Coronavírus: casos no Paraná dobram em um dia e chegam a 12

Angelo Sfair

coronavírus no paraná, mortes, morte, óbito, óbitos, casos confirmados, boletim, informe epidemiológico, sesa, secretaria estadual da saúde, coronavírus, covid-19

Dobrou o número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) no Paraná. De acordo com a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná), as confirmações passaram de 6 para 12 em um dia.

Conforme a pasta, são sete casos confirmados em Curitiba e dois em Cianorte. Além disso, há registros em Londrina, Pinhais e Campo Largo. Os dados foram atualizados no início da noite desta terça-feira (17).

De acordo com o Ministério da Saúde, os casos em investigação quase triplicaram no Paraná. As análises passaram de 85 para 240.

Somados os dados da Prefeitura de Curitiba, a capital paranaense registra 9 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). São dois casos a mais do que os registros da Sesa.

Entram na lista da secretaria estadual apenas os casos confirmados pelo Lacen-PR (Laboratório Central do Paraná).

CORONAVÍRUS AVANÇA NO PARANÁ

Até ontem (16), considerando os dados coletados pela Sesa (Secretaria da Saúde do Paraná), o Paraná tinha apenas seis casos confirmados. Agora, são 12.

Em apenas um dia, 155 novos casos passaram a integrar a lista de investigação. Isso representa um avanço de mais de 182% em 24 horas. Passou de 85 para 240, conforme o Ministério da Saúde.

VÍRUS CAUSA PRIMEIRA MORTE NO BRASIL

A primeira morte causada pelo novo coronavírus (Covid-19) no Brasil foi confirmada hoje (17), em São Paulo (SP). A informação foi confirmada pela Secretaria da Saúde do estado paulista.

A vítima era um idoso de 62 anos, com histórico de diabetes e hipertensão. Ele não havia viajado para o exterior, por isso foi considerado vítima de uma transmissão comunitária. O idoso estava internado em um hospital particular.

“Existem quatro outros óbitos neste mesmo serviço particular que estão sendo investigados. Assim que tivermos informações, sendo ou não coronavírus, vamos informá-los”, detalhou o infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência à Covid-19 em São Paulo.

BRASIL TEM 291 CASOS CONFIRMADOS

Ao atualizar os números do novo coronavírus no Brasil, nesta terça-feira (17), o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou que espera dois ou três meses de muito “stress”.

“Os casos vão continuar aumentando em abril e maio. Entre junho e julho devemos chegar ao platô. Assim, esperamos ver os números controlados em agosto ou setembro, desde que se construa a imunidade de mais de 50% das pessoas, com bloqueios e quarentenas”, completou.

Durante a divulgação dos dados atualizados, Mandetta explicou que o Ministério da Saúde estuda novas medidas de contenção. No entanto, ponderou que é preciso avaliar os danos colaterais causados por medidas restritivas.

Previous ArticleNext Article