Coronavírus: Curitiba chega a marca de 3 mil casos confirmados

Curitiba demorou 92 dias para chegar a marca de 3.032 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), segundo informaç..

Jorge de Sousa - 22 de junho de 2020, 17:25

Guilherme Wille
Guilherme Wille

Curitiba demorou 92 dias para chegar a marca de 3.032 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), segundo informações divulgadas pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) nesta segunda-feira (22).

Somente nas últimas 24 horas foram confirmados novos 147 casos, sendo todos via PCR (exame de Proteína c-reativa), atestando que todas essas pessoas ainda são portadoras da doença.

Também foram registradas novas cinco mortes, totalizando 114 óbitos desde o início da pandemia em Curitiba no dia 11 de março.

As últimas vítimas fatais são dois homens e três mulheres, sendo que uma das pacientes do sexo feminino (73 anos) morreu nesta segunda-feira, ainda no primeiro atendimento em um hospital, apresentando caso de parada respiratória.

Todas as outras vítimas já estavam internadas há pelo menos uma semana em hospitais públicos e privados de Curitiba.

Esses hospitais recebem atualmente 267 pessoas, sendo 94 com a necessidade de internação em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva).

Segundo a infectologista da SMS, Marion Burguer, Curitiba tem registrado desde o início de junho um aumento nos casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

"Quem é internado com SRAG é encaminhado diretamente para um leito de Covid, saindo apenas em caso do exame ser descartado e ela apresentar melhora desses sintomas", apontou a infectologista.

Burguer complementou apontando que na última semana, 63% dos casos suspeitos de coronavírus em Curitiba tiveram o exame para a doença tendo o resultado negativo.

Para os pacientes que testam positivo para a doença, Burguer reforçou a importância do cumprimento das medidas de isolamento social.

"O isolamento é feito por duas semanas, com o distanciamento de outras pessoas e também o uso de máscaras em casa. Sempre contando 14 dias do primeiro dia do aparecimento dos sintomas", finalizou.