Coronavírus: Curitiba segue em bandeira laranja com 2,6 mil casos e 99 mortes

Jorge de Sousa

Curitiba apoia Ministério da Saúde e dá opções para casos leves de Covid-19

Curitiba chegou ao centésimo dia do primeiro caso do novo coronavírus (Covid-19) com a marca de 2.663 casos e 99 óbitos pela doença.

As informações foram confirmadas em boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) nesta sexta-feira (19).

Somente nas últimas 24 horas foram registrados novos 120 casos e duas novos mortes pela Covid-19. As últimas vítimas fatais são homens, de 39 e 86 anos de idade e com doenças crônicas.

Mesmo com o crescimento dos números, a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, confirmou a permanência de Curitiba sob a bandeira laranja.

“Precisamos do apoio de todo cidadão, de todo comerciante, para que não cheguemos a declarar a bandeira vermelha em Curitiba e tomar medidas mais restritivas do que estamos tomando”, alertou Huçulak.

A bandeira laranja significa “alerta médio” e com a anuência da Prefeitura de Curitiba serviços como academias e shoppings puderam manter suas atividades.

Huçulak ainda relatou que uma pessoa foi detida pela Polícia Civil após desrespeitar o isolamento social por ter pego coronavírus.

“Ela irá responder pelo crime de saúde pública, porque ela sabia que não podia circular e fazer suas atividades normais”, pontuou a secretária.

TAXA DE OCUPAÇÃO NOS LEITOS DE UTI VOLTA A 75%

Após três dias, a taxa de ocupação nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) voltou a ficar abaixo dos 80%. Atualmente 75% dos 223 locais estão ocupados com pacientes em tratamento.

Vale lembrar que essa foi a primeira semana em que os leitos de UTI dos hospitais públicos de Curitiba ficaram acima da faixa dos 70%.

Em contrapartida, a taxa de recuperação para o coronavírus em Curitiba aponta 58,7%, com 1.564 pessoas tendo se recuperado da doença.

Já a incidência do coronavírus aponta que cinco bairros estão acima de 100 contaminações para cada 100 mil habitantes.

É o caso da Matriz (252,6), de Santa Felicidade (124,7), do Tatuquara (119,5), do Portão (108,6) e do Boa Vista (104,2). Todas as regionais de saúde de Curitiba registraram apenas três óbitos pela doença.

Previous ArticleNext Article