Coronavírus: Paraná confirma mais duas mortes e 55 casos novos

Mais duas pessoas morreram por causas relacionadas ao coronavírus (Covid-19) no Paraná. A informação foi atualizada na t..

Angelo Sfair - 08 de maio de 2020, 17:17

Pixabay
Pixabay

Mais duas pessoas morreram por causas relacionadas ao coronavírus (Covid-19) no Paraná. A informação foi atualizada na tarde desta sexta-feira (8) pelo secretário da Saúde Beto Preto.

O número total de mortes pelo coronavírus chega a 106 desde o início da pandemia.

Em relação aos casos confirmados, o Paraná tem, ao todo, 1.711 registros. Foram acrescentados 55 casos novos em 24 horas, conforme a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde).

De acordo com a secretaria, o coronavírus foi registrado em 144 municípios (36%).

“E aqui aproveito, mais uma vez, para registrar condolências às 106 famílias das vítimas da Covid-19 no Paraná”, disse Beto Preto, em transmissão ao vivo.

O secretário estadual da Saúde atualizou o número de pacientes que foram diagnosticados com coronavírus, mas que estão recuperados. São 1.210 pessoas liberadas do isolamento.

Em relação à taxa de ocupação de leitos em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), o secretário da saúde afirma que o índice gira em torno de 32%. O Paraná tem 549 leitos disponíveis para pacientes com coronavírus.

O secretário diz que a situação não é crítica, mas reforça o alerta de que ainda não é o momento ideal para relaxar as de contenção à disseminação do coronavírus.

“Estamos em uma curva ascendente. Não se trata de uma zona de conforto, mas é uma curva equilibrada”, ressaltou Beto Preto.

ISOLAMENTO E DISTANCIAMENTO ACHATARAM A CURVA NO PARANÁ

O secretário da Saúde do Paraná atribuiu o número relativamente baixo de casos – na comparação com outros estados – às medidas de contenção ao coronavírus.

De acordo com Beto Preto, o isolamento domiciliar e o distanciamento social foram fundamentais para que o estado não visse um crescimento acelerado de casos.

No entanto, ele demonstrou preocupação em relação ao futuro. O secretário teme que a população diminua a sensação de alerta e responsabilidade.

“Isolamento domiciliar e distanciamento social nos trouxeram aqui e tivemos bastante êxito. Se os índices diminuírem, teremos um aumento rápido de casos”, alertou.

Conforme o secretário estadual, todas as atitudes que são tomadas no momento atual refletem nos gráficos e levantamentos 15 dias depois.

CORONAVÍRUS: DIA DAS MÃES

Com a proximidade do Dia das Mães, celebrado no próximo domingo, o secretário da Saúde do Paraná fez um apelo. Ele pede que as visitas sejam substituídas por ligações.

“Mais importante do que um domingo, é a presença da figura materna no seio familiar. Quem puder não viajar e não se deslocar para visitas familiares, que assim faça”, solicitou.

“Não temos, ainda, remédios ou vacinas. Assim que a curva de casos diminuir, poderemos voltar a nos abraçar com força”, completou, encerrando a transmissão.