Covid-19: Curitiba registra novos 364 casos e nove óbitos nas últimas 24 horas

Jorge de Sousa

coronavírus no paraná, mortes, morte, óbito, óbitos, casos confirmados, boletim, informe epidemiológico, sesa, secretaria estadual da saúde, coronavírus, covid-19

Curitiba fechou a primeira semana de retorno à bandeira laranja com novos 364 casos e nove óbitos pela Covid-19, segundo boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde nesta sexta-feira (11).

Desde 11 de março – início da pandemia da Covid-19 em Curitiba, 37.420 pessoas foram contaminadas e 1.109 óbitos foram registrados em decorrência da doença.

As últimas vítimas são quatro homens e cinco mulheres, com idades entre 53 e 89 anos. Dessas pessoas, oito faleceram nas últimas 24 horas e todas apresentavam ao menos uma comorbidade.

Já os casos ativos da Covid-19 seguem estabilizados, chegando ao patamar de 4.348 nesta sexta-feira. Todas essas pessoas são aquelas que ainda podem transmitir a doença.

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, reforçou que mesmo com a tendência de queda nos casos é importante atenção da população de Curitiba, em especial com as vacinas obrigatórias.

“Estamos em uma tendência que já chegamos ao nosso pico. Mas a descida é ainda mais importante que a subida. Existe o risco de outro vírus tomar o lugar da Covid-19 e por isso é importante a vacinação contra o sarampo, meningite, entre outras doenças”, avaliou a secretária.

TAXA DE OCUPAÇÃO DOS LEITOS DE UTI SEGUE ESTÁVEL

Os hospitais de Curitiba completaram mais uma semana com menos de 90% na ocupação dos leitos de UTI, chegando a marca de 87% espaços ocupados por pacientes com quadros graves da Covid-19.

Atualmente a Secretaria Municipal da Saúde disponibilizam 334 leitos de UTI exclusivos para a Covid-19, sendo que 43 estão desocupados nesta sexta-feira.

“Nós temos uma grande demanda de pessoas que postegaram procedimentos cirúrgicos eletivos e estávamos com baixa utilização de leitos clínicos para pacientes com Covid-19, por exemplo. Se você demora muito tempo para fazer uma cirurgia de hérnia ou vesícula pode gerar maiores problemas, então vamos manter no patamar entre 85% e 90% de ocupação dos leitos de UTI”, explicou Huçulak.

Mas como comparação, no dia 28 de julho os leitos de UTI estavam com 94% de ocupação, mas agosto trouxe uma queda nesse índice, acompanhando também a diminuição dos casos ativos da doença.

Desde o início da pandemia, não houve colapso no sistema público de saúde na cidade, com a taxa de ocupação batendo o teto de 97%.

COVID-19 NOS BAIRROS DE CURITIBA

A incidência de casos da Covid-19 segue diminuindo o ritmo nas regionais de Curitiba nessas últimas semanas, embora a Secretaria Municipal da Saúde tenha atualizado com dados mais recentes da população nos bairros.

Com essa atualização, apenas duas regionais ainda apresentam incidência maior do que a média de Curitiba (1.935,7 por 100 mil habitantes): Pinheirinho (2.186,4), e Matriz (1.981,3).

Mas esses números ainda podem crescer, porque 4.878 casos seguem sem categorização por endereço de residência.

LEIA MAIS: HC amplia testes da CoronaVac, e mais 548 voluntários recebem vacina em Curitiba

Previous ArticleNext Article