Covid-19: Curitiba confirma novos 328 casos e encerra lives semanais

Jorge de Sousa

Covid-19: Curitiba confirma novos 328 casos e encerra lives semanais

Curitiba registrou nas últimas 24 horas, novos 328 casos e sete óbitos pela Covid-19, segundo boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde nesta sexta-feira (23).

Desde 11 de março – início da pandemia da Covid-19 em Curitiba, 50.383 pessoas foram contaminadas e 1.437 óbitos foram registrados em decorrência da doença.

Também foi confirmado pela Secretaria Municipal da Saúde o encerramento das lives semanais. Criadas para atualizar os números da Covid-19 aos curitibanos no dia 16 de março, as lives começaram diárias e foram ‘perdendo’ edições nas últimas semanas até o seu desfecho.

“Se houver uma mudança de perfil nessa pandemia, nós voltaremos a adotar as medidas que já adotamos para conter o avanço”, explicou a infectologista da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, Marion Burguer.

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, informou que o decreto municipal que estabelece as medidas da bandeira amarela irá ser prorrogado por mais 14 dias.

As últimas vítimas fatais são três homens e quatro mulheres, com idades entre 47 e 91 anos. Dessas pessoas, apenas uma não apresentava ao menos uma comorbidade para a Covid-19.

Já os casos ativos da Covid-19 apresentaram leve alta, chegando ao patamar de 3.132 nesta sexta-feira. Todas essas pessoas são aquelas que ainda podem transmitir a doença.

Esse crescimento também foi registrado no número de reprodução (Rt) que voltou a passar de 1 e fecha a semana com 1,13, demonstrando que uma pessoa contaminada pode passar para mais do que outro indivíduo.

“Se quisermos controlar a pandemia precisamos deixar o Rt abaixo de 1. Não podemos relaxar, porque isso não é mágico, é fruto do comportamento de todos nós”, prosseguiu Burguer.

TAXA DE OCUPAÇÃO DOS LEITOS DE UTI PARA COVID-19 SEGUE ESTÁVEL

Os hospitais de Curitiba completaram mais uma semana com menos de 80% na ocupação dos leitos de UTI, chegando a marca de 75% espaços ocupados por pacientes com quadros graves da Covid-19.

Atualmente a Secretaria Municipal da Saúde disponibilizam 285 leitos de UTI exclusivos para a Covid-19, sendo que 71 estão desocupados nesta sexta-feira.

Como comparação, no dia 28 de julho os leitos de UTI estavam com 94% de ocupação, mas agosto trouxe uma queda nesse índice, acompanhando também a diminuição dos casos ativos da doença.

Desde o início da pandemia, não houve colapso no sistema público de saúde na cidade, com a taxa de ocupação batendo o teto de 97%.

Quem segue em queda é a média móvel de casos na capital paranaense. O índice fechou a semana na casa de 230,9. Em comparação, no dia 20 de julho o número era de 554,1.

LEIA MAIS: Cobertura vacinal em queda há cinco anos preocupa o Ministério da Saúde

Previous ArticleNext Article