Covid-19: Curitiba tem 5,3 mil casos ativos, mas segue em bandeira laranja

Jorge de Sousa

coronavírus no paraná, mortes, morte, óbito, óbitos, casos confirmados, boletim, informe epidemiológico, sesa, secretaria estadual da saúde, coronavírus, covid-19, andréa rego barros-pcr - 1

Curitiba vai continuar pelo menos mais uma semana sob regime da bandeira laranja no enfrentamento a pandemia da Covid-19.

Mas segundo pronunciamento feito pela secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, nesta sexta-feira (17), Curitiba está mais perto de ingressar no regime de lockdown do que afrouxar as medidas aplicadas pela bandeira laranja.

“Estamos no laranja caminhando para o vermelho. Saímos de 2,25 para 2,52 em uma semana e se não frearmos essa transmissão e quantitativos de casos e óbitos, com um alto número de pessoas que podem transmitir a doença, vamos ter que adotar essa medida”, explicou Huçulak.

Segundo boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde nesta sexta-feira, Curitiba chegou a marca de 12.623 casos e 323 mortes, com novos 465 casos e 13 mortes registradas.

Também seguem em alta os casos ativos da Covid-19 em Curitiba, que chegaram a marca de 5.367 pessoas com possibilidade de transmissão do vírus.

Dentre as últimas vítimas fatais, oito eram homens e cinco eram mulheres, com dez dessas pessoas tendo idade superior aos 60 anos.

Entre as três vítimas que não apresentavam a idade como fator de risco, um homem de 51 anos também não tinha registro médico de nenhuma comorbidade.

Vale registar que desde o dia 6 de junho, ao menos uma pessoa morre pela Covid-19 em Curitiba, com 257 mortes pela doença nesse período.

OCUPAÇÃO DOS LEITOS DE UTI PERTO DO LIMITE EM JULHO

Com exceção do primeiro dia de julho, Curitiba não ficou abaixo da faixa dos 80% de ocupação nos leitos de UTI da Rede SUS (Sistema Único de Saúde) durante o mês.

Nesse período o pico foi registrado nesta quinta-feira (17), quando 93% dos leitos de UTI ficaram ocupados.

Mas nesta sexta-feira foram inaugurados novos 12 leitos de UTI no Hospital Vitória, aumentando a capacidade de atendimento de quadros graves da Covid-19 para 325 pacientes.

Dessa forma, os números de ocupação caíram levemente e fecham esta sexta-feira com 92% de lotação.

A infectologista da Secretaria Municipal da Saúde Marion Burguer reforçou que toda estrutura para o atendimento dos casos de Covid-19 tem sido disponibilizada em Curitiba e que nenhuma vítima fatal ficou sem leito.

“Quando há complicações devido a baixa oxigenação do sangue e a formação de coágulos no sangue, nós temos medicamentos e estrutura que auxiliam nesses sintomas e que estão disponíveis na rede pública em Curitiba”, pontuou Burguer.

COVID-19 EM ALTA EM TODAS REGIONAIS DE CURITIBA

A incidência de casos da Covid-19 segue em largo crescimento nas regionais de Curitiba. Novamente todas essas localidades apresentaram aumento em comparação com a semana anterior.

Cinco regionais apresentam incidência maior do que a média de Curitiba (653 por 100 mil habitantes): Matriz (830,6), Bairro Novo (722,1), Santa Felicidade (719,3), Tatuquara (675,9) e CIC (666,9).

Outro número preocupante é que com exceção das Regionais Tatuquara e Pinheirinho, todas as outras localidades apresentam pelo menos mil casos confirmados da Covid-19.

Mas esses números podem crescer, porque 1.507 casos seguem sem categorização por endereço de residência.

Desde o início da pandemia foram feitos 87.406 testes (PCR e sorológicos) em Curitiba, sendo 18.429 somente nesses últimos sete dias, maior registro semanal de exames na cidade.

Previous ArticleNext Article