Covid-19: Representantes do setor de eventos realizam manifestação em Curitiba

Jorge de Sousa

Covid-19: Representantes do setor de eventos realizam manifestação em Curitiba

Mais de 200 representantes do setor de eventos realizaram uma manifestação no Centro Cívico de Curitiba na manhã desta terça-feira (8). O protesto foi motivado pela ausência de políticas do poder público ao segmento durante a pandemia da Covid-19.

A organização do evento foi da Empresas e Profissionais de Eventos do Estado do Paraná, tendo o apoio da Curitiba Convention & Visitors Bureau, Abrafesta (Associação Brasileira de Eventos), ABRAPE (Associação Brasileira dos Promotores de Eventos) e da ABEOC BRASIL PR (Associação Brasileira de Empresas de Eventos).

Segundo o fotógrafo e um dos porta-vozes da manifestação, José Luiz Karan, o setor é um dos mais impactados pela pandemia da Covid-19 e tem esbarrado na falta de crédito junto de entidades públicas.

“As empresas não tem mais no que se sustentar e acabam demitindo seus funcionários. Ficar seis meses sem receitas e apoio não é fácil e já estamos notando a falência e fechamento de restaurantes, buffet infantil e empresas de fotografia e sonografia. Existe muita burocracia que impede conseguirmos um empréstimo com a Fomento Paraná”, explicou Karan.

O setor criou protocolo próprio para a realização de festas e demais celebrações, tendo a ideia de começar com eventos menores para 30 pessoas e aumentar de forma progressiva.

Esse protocolo e as demandas do setor foram entregues para entidades do poder público como o Governo do Paraná, ALEP (Assembleia Legislativa do Paraná), Prefeitura de Curitiba e também deputados federais do estado.

“Não tem mais para quem encaminhar. Recebemos promessas verbais como resposta, mas nenhum retorno prático. Estão acontecendo inúmeras festas em residências particulares, salões de condomínio e chácaras particulares sem qualquer protocolo. Um evento em espaço privado, tem a garantia de que todos os protocolos sejam seguidos”, finalizou Karan.

LEIA MAIS: PF investiga a entrada de carros superesportivos e de luxo no Brasil

Previous ArticleNext Article