Covid-19: Curitiba registra quarta morte entre profissionais da Saúde

Redação

mortes curitiba profissionais da saúde técnico covid

Quatro profissionais da Saúde de Curitiba e Região Metropolitana (RM) já morreram por covid-19, conforme a Secretaria Municipal de Saúde. A quarta vítima foi Adelmo Azevedo da Cruz, técnico de enfermagem no Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul. Ele faleceu ontem (7) e é um dos 11 óbitos registrados no boletim da capital paranaense nesta terça-feira (7). O informe mostra que Curitiba totaliza 206 mortes e 7.768 casos.

“Um desses [óbitos], de 52 anos, não tinha comorbidades. Ficou internado por mais de 20 dias e era um técnico de enfermagem que trabalhava em um hospital da Região Metropolitanae infelizmente perdeu a luta contra a covid”, disse a infectologista Marion Burger.

“É o segundo técnico de enfermagem que residia em Curitiba e faleceu em decorrência de complicações da covid. Tivemos outros dois profissionais de Saúde que faleceram em Curitiba, mas residiam na Região Metropolitana”, completou.

Segundo ela, esse técnico de enfermagem foi diagnosticado com o novo coronavírus no dia 12 de junho, mas apresentou sintomas de agravamento da doença no dia 17 e não resistiu à infecção.

4 PROFISSIONAIS DA SAÚDE JÁ MORRERAM POR COVID EM CURITIBA E RM

A primeira vítima da covid que era uma profissional da Saúde foi a técnica de enfermagem Valdirene Aparecida Ferreira dos Santos, de 39 anos, no dia 26 de abril. Ela ficou internada na UTI do Hospital Ônix por quase um mês.

Já a segunda morte foi do médico Caio Martins Guedes, de 33 anos, no dia 22 de junho. Assim como Adelmo, ele atuava no Hospital Angelina Caron, no setor de ortopedia, e ficou internado por 12 dias.

Por fim, a terceira vítima foi o técnico de enfermagem Jair Dionísio dos Santos, de 52 anos, na última sexta-feira (4). Ele trabalhava no Hospital de Clinicas e no Hospital Vita Batel, mas não resistiu após ficar internado por 15 dias.

Em nota publicada no Facebook, o Coren (Conselho de Enfermagem do Paraná) lamentou as mortes de Adelmo e Jair.

“Diretoria, conselheiros, assessores e empregados do Coren/PR se solidarizam com as famílias e amigos dos dois profissionais neste momento de profunda tristeza. A perda de profissionais de enfermagem para o coronavírus reforça a necessidade de manutenção das medidas preventivas de higiene e o isolamento social para evitar novas contaminações”, afirmou.

Previous ArticleNext Article