Covid-19: Paraná registra mais 2.057 casos e 44 mortes em 24 horas e bate recordes

Redação

covid paraná casos mortes coronavírus

O Paraná confirmou mais 2.054 casos e 44 mortes por covid-19, números recordes, nesta quinta-feira (2) de acordo com o boletim da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde). Com isso, o Estado chega a 26.024 contaminados e 693 óbitos por coronavírus.

Esse é o terceiro dia seguido com mais de mil casos confirmados. O recorde de confirmações em um dia até então era da última terça-feira (30), quando o governo incluiu 1.536 infectados no balanço. Nesta semana, o menor número de casos incluídos em um dia foi na segunda, com 573 diagnósticos positivos.

Já o maior número de registros de mortes em um dia tinha sido no dia 28 de junho, com 42 vítimas.

A Sesa ainda aponta que a covid-19 já foi constatada em 363 dos 399 municípios paranaenses, ou seja, a doença já ocupa 90% do Paraná. Além disso, 147 cidades já tiveram ao menos um óbito pela infecção.

Todos as 44 vítimas incluídas no balanço de hoje estavam internadas. São 21 mulheres e 23 homens, com idades que variam de 38 a 92 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 18 de junho a 2 de julho.

MAIS DE 1,5 MIL PESSOAS INTERNADAS

O informe da Sesa indica que 798 pacientes com a covid-19 confirmada estão internados. 517 deles estão em leitos enfermaria enquanto 281 estão em leitos UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Contudo, há outros 741 pacientes internados com suspeita do coronavírus, que ainda aguardam os resultados dos exames. Destes, 421 em leitos UTI e 320 em enfermaria.

Ou seja, são 1.539 pessoas internadas com suspeita ou confirmação de covid. Para ver o informe completo e o número de casos e mortes  por cidade, clique aqui.

DECRETO DA QUARENTENA NÃO SURTE EFEITO NO PRIMEIRO DIA

O monitoramento da empresa In Loco aponta que o índice de isolamento está em queda no Paraná.  A taxa era de 39% na segunda-feira (29) e caiu para 38,2% ontem (30).

O avanço expressivo da covid no Paraná fez com que o governo publicasse um novo decreto, impondo uma “quarentena mais restritiva” nas sete regiões do Estado com situação de enfrentamento à covid mais crítica. As medidas deveriam entrar em vigor a partir de ontem (1), mas não foi o que aconteceu em algumas das principais cidades determinadas.

Entre as medidas, estão a suspensão de serviços não essenciais, o que inclui o fechamento de academias, comércio, salões de beleza e shoppings. Restaurantes podem operar apenas com delivery, drive thru ou take away.

CORONAVÍRUS NO PARANÁ: VEJA A EVOLUÇÃO

Previous ArticleNext Article