Crematório faz peças de cristal com cinzas de falecidos

Redação


Por muitos anos, as opções de homenagens póstumas limitavam-se basicamente ao sepultamento tradicional. O crescimento da cremação no Brasil abriu possibilidades de homenagens.

O que fazer com as cinzas após a cremação é algo que deve ser refletido por cada família, levando-se em consideração também o desejo da pessoa falecida. O Crematório Vaticano de Curitiba oferece a possibilidade de produção de uma peça de cristal, utilizando uma parte das cinzas resultantes da cremação.

De acordo com a empresa, o processo de produção da peça é artesanal. Haverá uma peça única para a família. Ao cristal transparente as cinzas são agregadas, juntamente com pigmentos coloridos de acordo com a opção da família. A fusão se dá a há mais de 1500 graus  e a modelagem pode assumir diversas formas, de pingentes a peças decorativas, em tamanhos e formatos variados, como coração, estrela, animais, instrumentos musicais, etc.

Divulgação.

A empresa afirma que são necessárias apenas 20g de cinzas para a produção de uma peça média, em torno de 10cm, ou ainda 1g para a produção de um pingente, possibilitando que várias peças sejam feitas a partir das cinzas de uma mesma pessoa, ou ainda que outras homenagens sejam feitas com as cinzas restantes, ou simplesmente armazenadas em uma urna cinerária. Podem ser feitos cristais com cinzas humanas e também cinzas de animais, e o tempo de produção é de aproximadamente um mês.

A técnica ainda é nova no Brasil, mas já é amplamente utilizada em diversos países da Europa e Estados Unidos, onde a ideia teve origem e a cremação é uma prática mais aceita. As peças podem ser encomendadas de qualquer lugar do Brasil.

O cliente envia uma amostra das cinzas, e as peças, depois de fabricadas, são despachadas via Correio. Os preços variam de acordo com o tamanho, mas os pingentes custam por volta de R$ 650,00. O Crematório Vaticano é detentor da patente dos cristais com cinzas em todo o Brasil, atendendo inclusive diversos países da América Latina.

SONY DSC
SONY DSC

Previous ArticleNext Article