Curitiba tem protesto com 300 pessoas após morte em Carrefour

Jorge de Sousa

Curitiba tem protesto com 300 pessoas após morte em Carrefour

Cerca de 300 pessoas protestaram na frente do Carrefour Parolin devido a morte de um homem negro em uma unidade Carrefour de Porto Alegre.

O protesto foi organizado após a morte de João Alberto Silveira Freitas, que foi espancado por seguranças do supermercado em Porto Alegre e não resistiu aos ferimentos.

A vereadora eleita Carol Dartora participou do protesto e mostrou parte da manifestação nas redes sociais.

O Carrefour classificou a morte de Alberto Silveira Freitas como brutal e afirma que vai romper o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão.

LEIA MAIS: Curitiba prorroga decreto da bandeira amarela mesmo com ‘tsunami’ nos casos de covid-19

Previous ArticleNext Article