Curitiba acolhe mais de mil pessoas em situação de rua em madrugada gelada

Ação foi realizada na noite em que os termômetros chegaram a marcar cinco graus. 75 pessoas aceitaram o atendimento e foram dormir em abrigos da Prefeitura

Redação - 11 de junho de 2022, 16:03

Andre Wormsbecker/FAS
Andre Wormsbecker/FAS

Equipes da Prefeitura de Curitiba acolheram 1.275 pessoas em situação de rua na noite desta sexta-feira (10) e madrugada de sábado (11), primeira noite de mais uma onda de frio que chegou ao Estado.

Com a previsão de temperatura mínima de cincc graus, a Fundação de Ação Social (FAS), responsável pela Ação Inverno – Curitiba que Acolhe, intensificou o serviço de abordagem e oferta de acolhimento para essa população.

Durante toda a noite, as equipes de educadores sociais fizeram 234 abordagens sociais a pessoas que estavam nas ruas desprotegidas, 85 delas solicitadas à Central 156. O restante das abordagens foi feita em busca ativa, em toda a cidade, estratégia adotada pela FAS sempre que há previsão de temperaturas abaixo de oito graus. 

As chamadas ações intensificadas, já programadas em função de previsão de queda da temperatura, complementam o trabalho de abordagem que é realizado 24 horas por dia, de segunda-feira a domingo.

Apesar do frio, 75 pessoas aceitaram ir com as equipes para as casas de passagem, onde podem fazer higiene, receber roupas limpas, se alimentar e dormir protegidos. Outras 150 recusaram atendimento e preferiram ficar nas ruas. As demais pessoas acolhidas na noite, já vêm sendo abrigadas permanentemente pelo município.

Para evitar o risco de hipotermia, as equipes distribuíram 22 cobertores para aqueles que recusaram acolhimento e estavam pouco agasalhados.

Três animais de estimação também foram acolhidos junto com seus tutores. Eles são transportados em caixas especiais existentes em todas as Kombis do Resgate Social e dormem em canis, onde também recebem ração e água, além de terem cobertores para se aquecer.      

Com a previsão da continuidade do frio, a FAS manterá ações intensificadas até a madrugada da próxima quinta-feira (16/6).

A Prefeitura pede a ajuda da população para proteger as pessoas em situação de rua. A orientação é para que entrem em contato com a Central 156, por telefone, site ou pelo aplicativo Curitiba 156, sempre que avistarem alguém nessa condição.