Curitiba amplia vacinação contra gripe para doentes crônicos

A Prefeitura de Curitiba irá ampliar a aplicação da vacina contra a gripe na próxima semana para portadores de doenças crônicas.

Redação - 06 de maio de 2022, 18:46

Daniel Castellano/SMCS
Daniel Castellano/SMCS

A Prefeitura de Curitiba irá ampliar a aplicação da vacina contra a gripe na próxima semana para portadores de doenças crônicas.

Compõem esse grupo pessoas com doenças respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas e neurológicas crônicas, além de pessoas com diabetes, obesas, imunossuprimidas, transplantadas ou que têm alguma trissomia.

“A campanha acontece anualmente devido as variantes do vírus da gripe, já vimos esse ano um surto de um uma nova cepa, a H3N2 Darwin. A nova vacina vem com essa proteção, por isso os grupos prioritários, que são os mais vulneráveis para complicações causadas pela gripe, devem se vacinar”, explicou o diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba, Alcides Oliveira.

A vacinação contra a gripe estará disponível de segunda a sexta-feira em 98 unidades de saúde de Curitiba, das 8h às 17h. A lista com os os postos de imunização estará disponível na segunda-feira (9), no site Imuniza Já.

Para receber a vacina contra a gripe é preciso levar um documento com foto e CPF, além de um comprovante de residência de Curitiba.

Para os pacientes da rede particular de saúde ainda é necessário portar um documento que comprove a doença crônica.

Vale lembrar que é necessário que todas as pessoas que forem receber a vacina precisam estar com máscara.

A vacinação contra a gripe em Curitiba está disponível ainda para gestantes, puérperas (mães que tiveram filhos há até 45 dias), crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias) e idosos com 60 anos completos ou mais.

“Estamos vendo, nos últimos dias, aumento de busca por atendimento a crianças com sintomas respiratórios, viroses e outras infecções bacterianas. Algumas dessas doenças podem ser prevenidas pelas vacinas, por isso é muito importante aderir à campanha”, continuou Oliveira.

Em breve devem ser convocados professores, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte, forças de segurança e forças armadas.

Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde, a vacinação contra a gripe em Curitiba já imunizou 163 mil pessoas desde o início da campanha em 30 de março.

LEIA MAIS: Paraná investiga dois casos suspeitos de hepatite misteriosa