Curitiba ativou leitos equivalentes a dois hospitais de campanha, diz Greca

Redação

greca avc prefeito curitiba internado hospital

O prefeito Rafael Greca afirmou que Curitiba abriu 437 leitos de covid-19 em duas semanas, o que corresponderia ao mesmo número se a prefeitura tivesse optado em construir dois hospitais de campanha.

“Temos agora 1.981 leitos exclusivos covid em Curitiba, 1.314 SUS e 667 particulares”, apontou Greca nas redes sociais.

Apesar da corrida da SMS (Secretaria Municipal da Saúde) na abertura de novas vagas, o sistema de Saúde da capital paranaense sofre com a alta demanda. Três hospitais particulares – Marcelino Champagnat, Nossa Senhora das Graças, São Vicente Centro e INC (Instituto de Neurologia e Cardiologia) restringiram os pronto-atendimentos porque já estão sem vagas.

Conforme os dados mais recentes, 97% das UTIs da rede pública estão ocupados. Dos 469 leitos existentes, restam 15 livres.

Já o número total, Curitiba conta com 1.981 leitos exclusivos covid em Curitiba, sendo 1.314 pelo SUS e 667 particulares.

De acordo com o painel da transparência da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), 180 pessoas estão na fila de espera por uma UTI em Curitiba e região metropolitana. Já outros 291 pacientes com confirmação ou suspeita de covid aguardam por uma enfermaria.

leitos covid-19 curitiba greca
Um dos leitos ativados em Curitiba para atender pacientes covid. (Foto: Pedro Ribas/SMCS)

PREFEITURA EDITOU DECRETO DA BANDEIRA VERMELHA

No dia em que Curitiba registrou o recorde de mortes (34) em 24 horas, a prefeitura decretou lockdown por nove dias. A administração também atualizou o nível de alerta contra a covid-19 e adotou, pela primeira vez, a bandeira vermelha.

Com isso, as atividades não essenciais devem ficar fechadas até a próxima segunda-feira (21). Dentro desses serviços estão incluídos as academias, parques, indústrias, comércio em geral e shoppings. Já outros setores podem trabalhar com restrições, como é o caso dos restaurantes que só podem atender por delivery.

Já mercados, panificadoras, farmácias e postos de combustíveis, que são consideradas atividades essenciais, podem seguir funcionando.

No entanto, o decreto foi editado ontem para ampliar o funcionamento dos mercados e do delivery. Até então, os supermercados poderiam funcionar até às 18h, mas o horário foi estendido para às 20h. Já os deliverys, que estavam limitados até 20h, podem acontecer até às 22h a partir de hoje.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="751566" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]