Coronavírus em Curitiba: médico tem melhora na UTI e senhora recebe alta do hospital

Com 29 casos confirmados de coronavírus, Curitiba teve boas notícias neste sábado (21) em relação aos dois pacientes que..

Redação - 21 de março de 2020, 18:31

(Divulgação / Agência Brasil / Josué Damacena)
(Divulgação / Agência Brasil / Josué Damacena)

Com 29 casos confirmados de coronavírus, Curitiba teve boas notícias neste sábado (21) em relação aos dois pacientes que estavam em estado grave. O médico, Jamal Munir Bark, de 59 anos está apresentando melhora, apesar de continuar na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), enquanto uma senhora de 58 anos teve alta hospitalar.

A informação foi dada pela infectologista da Secretaria Municipal da Saúde, Marion Burger.

"Temos seis pessoas internadas confirmados, entre eles dois estavam graves. O médico e uma senhora de 58 anos, que teve alta do hospital. Já o Dr. Jamal vem apresentando melhora gradativa, mas progressiva. Ontem, ele tinha apresentado discreta melhora e hoje tivemos a notícia que vem melhorando", disse ela.

Já a secretária Márcia Huçulak ressaltou que a população deve adotar a quarentena. As recomendações dos órgãos de saúde seguem sendo: ficar em casa, evitar aglomerações e não ter contato físico, além de lavar as mãos com água e sabão ou álcool gel.

MÉDICO SEGUE NA UTI COM SUPORTE PARA RESPIRAR

Jamal Munir Bark, de 59 anos, foi internado no Hospital Marcelino Champagnat na última quinta-feira (19) com quadro de insuficiência respiratória. O médico, que atendia pacientes na UPA Boqueirão e no Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, foi confirmado com o novo coronavírus ontem e permanece na UTI.

Segundo a Prefeitura de Curitiba, a provável fonte de infecção foi o contato com uma colega de trabalho que esteve em São Paulo e apresentou sintomas respiratórios leves após o retorno. Todas as pessoas que entraram em contato com os dois estão sendo monitorados e orientados a uma quarentena mínima de sete dias.

Além disso, a administração municipal informou que foi feita uma desinfecção da UPA Boqueirão, que segue seus atendimentos normais e não representa nenhum risco extra à população

O último boletim do estado de saúde do médico foi emitido por volta das 15h20 deste sábado. Segundo o hospital, ele ainda está com suporte ventilatório.

Leia a nota, na íntegra:

O Hospital Marcelino Champagnat informa que o paciente Jamal Munir Bark foi internado no dia 19/03/2020, com quadro de insuficiência respiratória aguda e diagnóstico confirmado de COVID - 19. Permanece em Unidade de Terapia Intensiva com suporte ventilatório e em estado grave.

CASOS DE CORONAVÍRUS EM CURITIBA

Além dos 29 casos confirmados, Curitiba tem 292 casos sob suspeita e 120 já descartados.