Curitiba desativa parte dos leitos covid, mas casos ativos do novo coronavírus seguem em alta

Rafael Nascimento

Boletim Covid-19 Paraná, Brasil e Curitiba

A Prefeitura de Curitiba desativou no último feriado 11 leitos de UTI exclusivos ao tratamento da covid-19 na cidade. Dos leitos desativados, cinco eram destinados ao tratamento de pacientes adultos na Santa Casa, e seis leitos pediátricos do Hospital Evangélico Mackenzie.

Com os 11 leitos desativados nos últimos dias, Curitiba conta hoje com 274 leitos de UTI ativos para o tratamento da covid-19. A taxa de ocupação atual desses leitos é de 85%, com 41 leitos livres.

Desde o início de setembro, 81 leitos de UTI destinados ao tratamento do novo coronavírus foram desativados na Capital.

Segundo a prefeitura, a queda gradativa dos números gerais da pandemia, especialmente nos internamentos, foi determinante para a medida. Apesar disso, o número de casos ativos em Curitiba vem crescendo nos últimos dias.

Nesta terça-feira (3), a Capital conta com 3.965 casos ativos, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus. No último boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura, sábado passado (31), 3.762 moradores poderiam transmitir o vírus da covid-19. Já na última terça-feira (27), uma semana atrás, haviam 3.492 casos ativos na cidade, passíveis de transmissão.

NOVOS CASOS

O boletim da Secretaria Municipal da Saúde desta terça-feira também confirmou 396 novos casos da covid-19 e dez mortes em Curitiba. Os números se referem aos últimos três dias, entre o último domingo (1) e hoje.

Dos dez óbitos, a prefeitura informou que quatro ocorreram nas últimas 48 horas.

As novas vítimas são seis homens e quatro mulheres, com idades entre 59 e 86 anos. Todos estavam internados em hospitais da Capital.

Desde o início da pandemia, 53.785 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19, e 1.490 mortes foram provocadas pela doença. 48.330 pessoas já se recuperaram da doença.

Previous ArticleNext Article