Curitiba e região concentram 20% das mortes por gripe

Mariana Ohde


O Paraná registrou 914 casos de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG) por Influenza em 2016. A informação consta no novo boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) nesta quarta-feira (6).

168 mortes foram confirmadas. Destas, 152 foram causadas pelo vírus H1N1. Do total de casos, 850 – ou 93% – são causados por este tipo de vírus. Curitiba e região metropolitana registram o maior número de mortes – 35 ao todo. Em seguida, aparecem na lista Foz do Iguaçu (23), Maringá (12) e Ponta Grossa (12).

As baixas temperaturas facilitam a maior incidência de vírus respiratórios. Segundo a chefe do Centro Estadual de Epidemiologia, Júlia Cordellini, é importante prevenir a gripe. “Todas as faias etárias, sem exceção, precisam ter esse cuidado redobrado”, ressalta. Júlia destaca cuidados como manter os ambientes ventilados, mesmo no frio, e a higiene pessoal, lavando frequentemente as mãos, por exemplo.

Confira o número de óbitos por cidade:

– Curitiba e RMC: 35
– Foz do Iguaçu: 23
– Maringá: 14
– Ponta Grossa: 12
– Francisco Beltrão: 11
– Londrina: 11
– Cascavel: 10
– Campo Mourão: 7
– Apucarana: 7
– Irati: 6
– Toledo: 6
– Guarapuava: 5
– Cornélio Procópio: 4
– Paranaguá: 4
– Pato Branco: 3
– Umuarama: 3
– Jacarezinho: 3
– Paranavaí: 2
– União da Vitória: 1
– Ivaiporã: 1

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="371058" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]