Curitiba ganha três novos radares nesta quinta; veja os locais

Os equipamentos serão instalados em regiões de alta circulação de veículos na Capital, como nos bairros Hauer, Capão Raso e também na Linha Verde.

Larissa Biscaia - BandNews FM Curitiba - 14 de abril de 2022, 10:05

Foto: Luiz Costa/SMCS
Foto: Luiz Costa/SMCS

Três novos radares entram em operação em Curitiba a partir desta quinta-feira (14). Os equipamentos serão instalados em regiões de alta circulação de veículos na Capital, como nos bairros Hauer, Capão Raso e também na Linha Verde.

O primeiro equipamento está na Rua Anne Frank, número 1785, próximo da rua Waldemar Kost, no bairro Hauer. O limite de velocidade será de 50 km/h nesse trecho.

O segundo radar foi instalado na Rua Francisco Raitani, rápida Centro-Bairro, na altura do número 7350, no bairro Capão Raso. O equipamento fiscaliza o limite de velocidade de 60 km/h na via.

Já o terceiro radar foi implementado na Linha Verde, próximo ao Colégio Medianeira, com limite de 70 km/h. A fiscalização ocorre nos sentidos da via, Porto Alegre e São Paulo.

O engenheiro especialista em trânsito, Celso Mariano, aponta que fiscalização não basta. Ele defende a cultura da educação do trânsito.

"Nunca nós vamos encontrar solução enquanto apenas fizermos fiscalização. É fundamental e não pode faltar fiscalização e infraestrutura, mas também não pode faltar educação. Isso não vem sendo feito, e não é algo pra resolver de hoje pra semana que vem. É algo que, com 23, 24 anos de Código de Trânsito Brasileiro, estamos pecando gravemente. Deveríamos estar fazendo isso desde 1998, quando o Código de Trânsito trouxe essa novidade. Investir em educação no trânsito é o remédio que temos a apresentar", justifica.

Nas redes sociais, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, respondeu um internauta que questionou os novos equipamentos. Um curitibano comentou em uma postagem do prefeito que “com os milhões arrecadados nos radares arapucas pela cidade, dá para pagar isso e muito mais, só não dá para terminar a Linha Verde”.

Em resposta ao comentário, Greca disse que “sua ideia fixa poderia mudar para o respeito ao Código Brasileiro de Trânsito. Estamos em 85% da Linha Verde. Licitação em curso vai permitir terminar a Linha Verde”.

Com informações da BandNews Curitiba.