Homem confessa que matou mecânico em Curitiba por causa de bateria de carro

Redação

homem curitiba estupro

Um homem de 26 anos confessou que assassinou o mecânico Orlando Ferreira de Melo Filho, de 28 anos, no dia 21 de dezembro de 2019, em Curitiba, por causa de uma bateria de carro. Ele foi preso pela PCPR (Polícia Civil do Paraná) na tarde desta terça-feira (21) e detalhou o crime.

O caso aconteceu no bairro Novo Mundo, na região sul de Curitiba, dentro de uma oficina acoplada em um posto de combustível. O suspeito entrou no local e discutiu com Orlando por uma bateria do seu carro, que supostamente teria sido roubada pela vítima.

Com raiva, ele sacou a arma e efetuou seis disparos contra o mecânico. Mesmo ferido, Orlando ainda tentou pedir socorro, mas caiu em um terreno ao lado e morreu no local.

CASO É ABSURDO, DIZ DELEGADO

Para o delegado Thiago Nóbrega, o principal destaque da investigação foi a futilidade na motivação do crime.

“Você ceifar a vida de alguém por uma simples bateria é absurdo. Falou que a vítima pegou a bateria do seu carro sem autorização e foi cobrar. Disse que teve um apagão e não lembra do que aconteceu, de só estar fugindo com a arma no punho”, conta.

Além disso, a polícia ainda revelou que o suspeito emprestou a arma de um conhecido. Contudo, ainda não se sabe o paradeiro da arma.

“Ele alega que jogou a arma em um boeiro, mas não sabe dizer o exato local. Ele calculou tudo e a frieza pesa em seu desfavor”, completou.

O preso foi indiciado por homicídio qualificado, por motivo fútil, e está à disposição da Justiça.

Previous ArticleNext Article