Três hospitais particulares de Curitiba fecham pronto-socorro para novos pacientes

Jorge de Sousa

Três hospitais particulares de Curitiba fecham pronto-socorro para novos pacientes

Três hospitais particulares de Curitiba anunciaram nesta quinta-feira (10), que estão fechando o pronto-socorro para atendimento de novos pacientes.

Anunciaram essa suspensão temporária nos atendimentos o Hospital Pilar, o Hospital Nossa Senhora das Graças e o Hospital Marcelino Champagnat.

O Hospital Pilar apontou que a medida foi tomada devido a lotação máxima no pronto-socorro e também na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), dessa forma não tendo estrutura para novos internamentos.

Já o Hospital Nossa Senhora das Graças tomou a decisão para conseguir realizar a triagem e manter o atendimento de pacientes que apresentem quadros clínicos mais graves.

Por fim, o Hospital Marcelino Champagnat declarou que também apresenta lotação máxima no pronto socorro e UTI.

Essa interrupção no atendimento acontece dois dias depois da Prefeitura de Curitiba ter retomado o regime mais brando da bandeira laranja, que possibilitou a retomada do atendimento presencial em comércios de rua, shoppings e restaurantes.

Nesta quinta-feira, Curitiba acumulou mais um dia com lotação máxima (103%) nos leitos de UTI na Rede SUS (Sistema Único de Saúde) e apresenta 94% de ocupação das enfermarias.

Mas um indicador positivo é que os casos ativos seguem em queda gradual. Nas últimas duas semanas o índice chegou a 12 mil notificações e nesta quinta-feira estão na casa dos 9.104 pessoas com o vírus atualmente.

Procura pela reportagem, a Prefeitura de Curitiba não retornou os questionamentos até o fechamento dessa matéria.

LEIA MAIS: FETRANSPAR oferece infraestrutura para imunizar trabalhadores do transporte de cargas

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="769514" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]