Casal viaja de Manaus a Curitiba com covid-19, e prefeitura investiga nova variante

Redação

nova variante, coronavírus, variante coronavírus, manaus, curitiba, sms, isolamento domiciliar, suspeita, análise, sequenciamento genético, fiocruz, brasil

Nove cidadãos que contraíram a covid-19 em Manaus decidiram espontaneamente viajar para Curitiba. Os casos foram notificados à SMS (Secretaria Municipal da Saúde), que investiga a possibilidade da nova variante do coronavírus identificada na capital amazonense estar em circulação na capital paranaense.

A maior preocupação recai sobre um casal, que contraiu a covid-19 em Manaus, procurou o serviço público de Saúde em Curitiba no domingo (17), mas não foram mais localizados. Os pacientes sabem que estão com coronavírus, mas não atendem as ligações para receber as orientações. Não se sabe se eles estão cumprindo o isolamento domiciliar obrigatório.

“Depois disso [de procurarem uma UPA em Curitiba], sumiram e não atendem mais nossos contatos. Pedimos encarecidamente que essas pessoas se apresentem ao município para serem monitorados”, disse a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba já investiga a possibilidade da variante do coronavírus identificada em Manaus estar em circulação na capital paranaense. Coletas respiratórios de pacientes com covid-19 vindos de Manaus foram encaminhadas para o Laboratório Nacional da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

A capital amazonense viu os casos de coronavírus aumentarem drasticamente nas últimas semanas. Um das suspeitas é de que a nova variante do coronavírus identificada em Manaus seja mais transmissível, embora não existam evidências de que possa ser mais mortal. O problema é a superlotação dos hospitais, a falta de equipamentos e a escassez de insumos, como o oxigênio.

“Em Manaus há uma explosão de casos de uma nova variante do vírus, e por isso é importantíssimo que as pessoas dessa região que vierem a Curitiba e apresentarem sintomas respiratórios, permaneçam em isolamento por no mínimo dez dias”, alerta Marion Burger, médica infectologista da Secretaria Municipal da Saúde.

A orientação é para que o casal manauara ligue imediatamente para a Central do Coronavírus, por meio do telefone 3350-9000, para que sejam monitoradas. Além disso, a Central atende qualquer cidadão com dúvidas sobre a pandemia. Pessoas com sintomas, mas que não sabem se devem ir até uma unidade de saúde, também podem ligar para esse telefone.

A Fiocruz não tem prazo para retornar o pedido de análise das amostras de pacientes de Manaus que estavam em Curitiba. A demanda é de alta complexidade, uma vez que é necessário realizar o sequenciamento genético do vírus para identificar de qual variante se trata. A análise só é feita em laboratórios de referência autorizados pelo Ministério da Saúde.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="740659" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]