Lojas de Curitiba são arrombadas e têm prejuízo de até R$ 50 mil durante o Carnaval

Vinicius Cordeiro e Grasiani Jacomini - CBN Curitiba

lojas carnaval prejuízo curitiba

Pelo menos 40 lojas no Centro de Curitiba foram vandalizadas na madrugada desta segunda-feira (24), durante as festas de Carnaval na cidade. As portas de ferro foram amassadas, enquanto vitrines foram quebradas antes dos produtos serem roubados. Além disso, os comerciantes também se depararam com urina, fezes e vômito nas portas dos estabelecimentos. Uma das lojas teve um prejuízo estimado acima de R$ 50 mil.

Segundo a PMPR (Polícia Militar do Paraná), quatro homens foram presos e 200 agentes estiveram em ação. Ao todo, os desfiles das escolas de samba da cidade contaram com um público de 30 mil pessoas.

Em nota, a polícia disse que sua atuação se deu em apoio à Guarda Municipal, realizando algumas abordagens após o vandalismo às lojas. Um homem com roupas furtadas foi preso em flagrante, enquanto outros três rapazes foram abordados com produtos de uma joalheria. Ao todo, foram recuperados 50 anéis, um pingente e roupas. Em outra situação, diversas roupas roubadas foram localizadas e devolvidas ao estabelecimento.

Diversas lojas foram danificadas durante o Carnaval. (Divulgação / Prefeitura de Curitiba)

REFORÇO NO POLICIAMENTO

Em resposta ao vandalismo, a prefeitura de Curitiba informou que fará um reforço no policiamento no Centro durante o fim do Carnaval. Apenas no Largo da Ordem, que sedia diversos blocos carnavalescos, serão cerca de 20 homens, com cinco viaturas à disposição. A administração municipal também afirmou que as imagens dos eventos serão repassadas à Polícia Civil, para investigação e identificação dos envolvidos.

“Fizemos o reforço com a presença da Guarda Municipal e o apoio de equipes da Polícia Militar, em função dos atos de vandalismo registramos na madrugada desta segunda-feira”,  disse o secretário municipal da Defesa Social, Guilherme Rangel.

Por fim, a limpeza da região foi feita por equipes extras e técnicos já estão reparando danos nos prédios públicos, como o Memorial de Curitiba, o Palacete Wolf e a Casa da Memória.

Por fim, a Guarda Municipal registrou uma ocorrência em que guardas entraram em confronto com um grupo de pessoas na madrugada do domingo (23). 19 agentes estiveram envolvidos, sendo que um deles ficou ferido por estilhaços de vidro na mão. Já o Corpo de Bombeiros informou que três homens ficaram feridos na confusão.

PREJUÍZOS NAS LOJAS

Loja de roupas foi invadida durante a madrugada. (Divulgação / Prefeitura de Curitiba)

Uma espécie de arrastão foi realizado na região central de Curitiba durante a madrugada. Relatos de moradores dizem que até 100 pessoas participaram de invasões às lojas ou apenas depredação nas portas do comércio.

Uma loja de ótica teve mais de R$ 50 mil de prejuízo, segundo a proprietária Carolina. “Quebraram vidros, computadores, cadeiras e levaram todos os óculos que estavam expostos”, disse ela ao Paraná Portal.

Já em outro caso, uma joalheria teve tudo roubado. O proprietário Luiz Antônio disse que o alarme e os fios de monitoramento foram danificados durante a noite de Carnaval. “As portas foram todas arrebentadas. O que não conseguiram levar, destruíram. Infelizmente, só sobrou vidro e caco quebrado”, lamentou.

Por fim, Girah Kanzo conta que nunca passou por algo parecido durante os 30 anos que tem loja na região. “Está muito difícil. Eu não consegui nem abrir as portas. Trouxe um profissional para desentortar as portas e abrir”, completou.

Previous ArticleNext Article