Curitiba recebe marchas pró e contra a legalização da maconha

Lucian Pichetti - CBN Curitiba

Maconha - Marcha da Maconha - Curitiba

A segunda Marcha da Maconha do ano em Curitiba reuniu centenas de pessoas, na tarde deste sábado (2). A manifestação teve início às 15h, na Boca Maldita. A primeira edição foi em junho.

Segundo os organizadores, o movimento pede a descriminalização da maconha no país, homenageia a todos os mortos nesta guerra e acredita no fim das mortes a partir da legalização.

A #descriminalizaSTF bombou nas redes sociais. Isso porque o STF  (Supremo Tribunal Federal) vai julgar se as drogas devem continuar criminalizadas na segunda semana de novembro.

A marcha serviu para pressionar o STF, que tinha marcado o julgamento para a semana que vem, porém, o presidente da corte, ministro Dias Toffoli, retirou a discussão da pauta mais uma vez.

MARCHA CONTRÁRIA

Está marcado para este domingo (3), na capital, um ato contrário. Com concentração às 15h na Praça Santos Andrade, movimentos sociais ligados às famílias, igrejas e outros fazem uma manifestação contra a descriminalização das drogas.

A “Marcha das Famílias Contra as Drogas” está confirmada em 17 estados e no Distrito Federal.

Previous ArticleNext Article